Fortaleza perde para o Athletico/PR por 2 a 0 na estreia do Brasileirão

Furacão definiu o placar ainda no 1º tempo na Arena Castelão

Legenda: Leão foi muito apático na 1ª etapa nesta rodada inicial do Brasileiro
Foto: Kid Junior

O Fortaleza perdeu por 2 a 0 para o Athletico/PR na estreia do Brasileirão neste sábado (8), na Arena Castelão. Os gols dos visitantes foram marcados por Vitinho (22', 1ºT) e por Léo Cittadini (46', 1ºT). O Leão volta a campo diante do São Paulo, às 19h15, na quinta-feira (13).

O jogo

Os primeiros 15 minutos foram de muito estudo e de marcação. Nenhuma das duas equipes chegava com real perigo no terço final. No banco, Dorival Júnior sempre gritava com orientações para um Furacão com muitos reservas, mas com maior organização ofensiva.

O Athletico achava espaço na faixa central com Léo Cittadini, que distribuía principalmente pela direita com Nikão. Em um desses lances, aos 21 minutos, Jonathan cruzou pela direita e a bola passou por toda a zaga tricolor, sobrando para Vitinho finalizar na 2ª trave e abrir o placar.

Após o gol, a dinâmica permaneceu a mesma. O 4-3-3 de Dorival sufocava o 4-4-2 de Rogério Ceni, finalizando mais através de aberturas nas pontas. O Leão parecia apático na fase defensiva, sem pressionar tanto a saída de bola adversária, inclusive com um erro de Quintero que quase entregou um gol a Nikão, defendido por Felipe Alves.

Nos acréscimos da etapa inicial, outra falta no setor defensivo tricolor. Mingotti roubou a bola de Juninho por trás no meio e tocou para Nikão, que retornou com Mingotti na direita. Atacante finalizou sob pressão de Felipe Alves, mas Cittadini venceu Quintero na corrida para deixar a bola no fundo das redes. 2 a 0 para o Furacão aos 46 minutos.

Legenda: Setor defensivo tricolor foi muito abaixo na estreia
Foto: Kid Junior

A 2ª etapa teve um Fortaleza com maior ímpeto, pressionando a saída de bola adversária e segurando mais a bola no campo ofensivo. Porém, a partir da metade do tempo final, a concentração diminuiu e o Furacão conseguia marcar com tranquilidade enquanto aproveitava os contra-ataques.

Ceni lançou Yuri César, Orobó e Marlon para tentar controlar melhor a partida, mas encontrou um Furacão bem organizado e paciente na fase defensiva. 

Aos 23 minutos, Quintero fez falta em Nikão na intermediária quando o atacante sairia sozinho contra Felipe Alves. O árbitro puxou o vermelho direto e o zagueiro deixou o campo de cabeça baixa, desfalque garantido diante do São Paulo na 2ª rodada. 

Você tem interesse em receber mais conteúdo de esporte?