Análise: Ceará inicia bem, mas erros custam caro

Vovô inicia bem o jogo, com estratégia de marcação sob pressão, tem chance de sair na frente, mas desperdiça e é castigado pela pressão exercida em seguida pelo líder da Série A, amargando a segunda derrota seguida

Legenda: O meia Vinícius foi o jogador ofensivo mais perigoso do Vovô, criando uma boa chance de gol no 2ºtempo, mas desperdiçou, como seus companheiros fizeram no 1ºtempo
Foto: RAUL PEREIRA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

O Ceará tinha uma missão complicada contra o líder Internacional, no Beira-Rio, pela 9ª rodada da Série A. Os cinco desfalques importantes (Samuel Xavier, Luiz Otávio, Bruno Pacheco, Leandro Carvalho e Fabinho), além, claro, da qualidade do adversário aumentavam a dificuldade de uma façanha, mas o Vovô fez o jogo que era possível, com uma estratégia de jogo bem feita, mas o aproveitamento das oportunidades pesou para o time da casa, com o Vozão amargando no fim uma derrota por 2 a 0.

Para a proposta reativa de jogo escolhida pelo Ceará funcionar, não só a chamada fase defensiva precisa estar sincronizada, mas ao atacar, o time precisa aproveitar as oportunidades. O que não aconteceu com o time alvinegro ontem no Beira-Rio.

Veja comentário de Wilton Bezerra

As chances do Ceará apareceram antes das do Inter, com a equipe gaúcha caindo na arapuca alvinegra, com clara estratégia de marcar em cima, adiantado, forçando erros defensivos do time do técnico Eduardo Coudet.

O técnico do Vovô na noite de ontem - Alexandre Faganello (Guto Ferreira estava suspenso), montou uma equipe interessante, com Charles, William Oliveira e Fernando Sobral marcando muito no meio, auxiliados por Vina, Cléber e Mateus Gonçalves.

Ouça o CearáCast

Powered by RedCircle

O resultado disso foram duas chances claríssimas de gol, com roubadas de bola no campo de defesa colorado, mas com desperdício nas chances. Primeiro, logo aos 6 minutos, Lomba recebeu pressão de Sobral, enrola-se com a bola e quase perde na grande área, mas afastou o perigo.

Logo depois, aos 9 minutos, Cléber fez pressão na marcação, Moisés errou o passe e Charles começou a jogada que terminou em Cléber, mas o atacante chutou fraco e Cuesta tirou em cima da linha.

Legenda: Vina deixou o campo com duas finalizações perigosas contra o Internacional
Foto: Felipe Santos / Ceará

Era um Ceará bem no jogo, organizado, mas que desperdiçou chances claras. E para um plano de jogo como o pretendido, sair na frente era fundamental para um bom resultado fora de casa.
E como erros assim são fatais contra um time qualificado como o Inter, o Vovô acabou sofrendo um gol aos 43 com Thiago Galhardo e a estratégia ruiu para a etapa final.

Embora o Vozão tenha ainda lutado para empatar, perdendo boa chance com Vinícius, cedeu espaços ao time da casa: Prass precisou fazer várias boas defesas e, aos 30 minutos, após falha da saída de bola com Gabriel Lacerda, Galhardo definiu o jogo: 2 a 0.

Ficha Técnica:
Série A do Brasileiro - 9ª rodada
Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
10 de setembro

Internacional 2
Marcelo Lomba, Saravia, Zé Gabriel, Víctor Cuesta, Moisés, Johnny, Edenílson, Peglow (Sarrafiore) (Abel Hernández), Nonato, (Patrick), Boschilia (Rodrigo Moledo), Thiago Galhardo (D'Alessandro). Técnico: Eduardo Coudet

Ceará 0
Fernando Prass, Eduardo, Tiago, Gabriel Lacerda, Alyson, Charles, William Oliveira (Lima), Fernando Sobral (Ricardinho), Vinícius (Felipe Baxola), Mateus Gonçalves (Rick), Cléber (Rafael Sobis). Técnico: Alexandre 
Faganello
Árbitro: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC). Gols: Thiago Galhardo - duas vezes (Internacional); Cartões Amarelos: William Oliveira e Alyson (Ceará)

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte