Jogadora Sol, profissional de COD Mobile, é assassinada em São Paulo; estudante suspeito é preso

Cerca de 30 minutos após o crime, o suspeito compareceu ao 87º Distrito Policial

Jogada era bem vista entre gamers
Legenda: Jogada era bem vista entre gamers
Foto: Reprodução/Instagram

A jogadora de eSports Ingrid Bueno, 19, foi assassinada a facadas nesta segunda-feira (22), em Pirituba, zona norte de São Paulo. A polícia informou que um estudante de 18 anos confessou ter cometido o crime após conhecê-la na internet, há pouco mais de um mês. O jovem foi preso em flagrante dentro de casa.

Conhecida pelo apelido "Sol", ela jogava "Call of Duty: Mobile" pelo time FBI E-Sports. O suspeito também era gamer e jogava na equipe Gamers Elite.

Em nota, a Gamers Elite disse que o suspeito enviou um vídeo com imagens da jovem morta no grupo da organização e os responsáveis afirmaram que informaram "as devidas autoridades" e pediram para que os integrantes do grupo não compartilhassem o vídeo. A organização diz ainda que nunca viu o jogador pessoalmente e que "não compactua com qualquer criminoso de nenhum modo e jamais irá compactuar ou fazer apologias ao mesmo".

Legenda: Comunicado postado pela Gamers Elite nas redes sociais.
Foto: Reprodução/Instagram

Conforme Boletim de Ocorrência (B.O), policiais militares foram acionados para atender uma ocorrência de uma mulher esfaqueada. Na casa do suspeito, acharam a vítima com diversas facadas. O óbito foi constatado por uma equipe do resgate. Após ferir a jogadora, o estudante fugiu. O irmão do suspeito contou que chegou em casa e encontrou a jovem já desmaiada e disse à Polícia que não a conhecia.

Depois do crime, o estudante chegou a falar aos seus familiares que iria tirar a própria vida, mas o irmão conseguiu convencê-lo a se entregar. Cerca de 30 minutos após o ocorrido, o suspeito de ter cometido o assassinato compareceu ao 87º Distrito Policial.

Carreira em e-sports

A organização FBI E-Sports disse ao site GloboEsporte que Sol era uma excelente jogadora. "Ela ingressou no nosso esquadrão de meninas e fez muita amizade com os rapazes da line Black Stars, onde ela ficou até o seu final. Ela era uma excelente jogadora, tinha um espaço em nossos corações. Era uma pessoa extraordinária, sempre nos motivando e acreditando. A ligação dela com todos os membros era super boa, super respeitosa, amistosa e educadíssima. Dedicamos a ela nosso respeito máximo, e à família dela, nossos sentimentos e nossas condolências".