Conheça o quadrinho do Superman bissexual que motivou demissão de Mauricio Souza por homofobia

Nova HQ do Super-Homem terá beijo gay e foi alvo de ataque por parte de jogador brasileiro de vôlei

Superman quase beijando personagem em quadrinho
Legenda: Jon Kent iniciará um romance com o colega de faculdade Jay Nakamura
Foto: Divulgação

A nova HQ do Superman que será lançada em novembro pela DC Comics já causou polêmicas no Brasil antes mesmo de se ter uma previsão de lançamento. "Superman: Son of Kal-El #5" avança na diversidade no mundo dos quadrinhos e traz um Superman que se assume bissexual, o que causou comentários homofóbicos pelo jogador de vôlei Maurício Souza. 

"É só um desenho, não é nada demais. Vai nessa que vai ver onde vamos parar", escreveu o atleta no Instagram no dia 12 de outubro, reproduzindo a imagem de divulgação do quadrinho onde há um beijo gay. 

Como resultado, Maurício foi duramente criticado nas redes sociais, recebeu pressão de patrocinadores do seu agora ex-clube, o Minas Tênis Clube, e acabou sendo demitido do time após a postagem homofóbica. 

Após os acontecimentos, Maurício não recuou de seu posicionamento, apesar de ter pedido desculpas primeiro em um perfil com 50 seguidores e depois ter falado em sua conta oficial, mas atestando que continua com seus ideais. 

Superman bissexual 

A publicação "Superman: Son of Kal-El #5" vai ser lançada nos Estados Unidos no dia 9 de novembro e segue a vida de Jonathan Kent, filho de Clark Kent e atual Superman da franquia. Ele se assume bissexual e começa um relacionamento com o estudante Jay Nakamura, seu colega de faculdade, que também é um hacker-ativista. 

Jon Kent e seu amigo Jay Nakamura começaram uma amizade em uma história publicada em agosto. Mas nos quadrinhos que sairão em novembro, eles darão um beijo.

"Após uma cena em que o Super-Homem está exausto mental e fisicamente por tentar lutar muitas batalhas, Jay está lá para cuidar do homem de aço", disse a DC comics em nota.

A DC Comics descreveu o novo Super-Homem como "bissexual" no HQ chamado "Jon Kent encontra sua identidade". "Atualmente, cada vez mais pessoas podem se identificar com o super-herói mais poderoso das HQs", disse Tom Taylor, autor da série.

Na saga "Filho de Kal-El", Jonathan Kent luta contra várias injustiças sociais, que vão desde os incêndios florestais até os protestos contra a deportação de refugiados.

DIVERSIDADE 

A revelação da orientação sexual do super-herói americano mais famoso ocorre em um momento em que cada vez mais livros abordam a diversidade.

"Aquaman" introduziu um super-herói negro e gay, enquanto o último Robin das HQs do Batman se declarou bissexual em agosto