Minas Tênis afasta e multa Maurício Souza; atleta deverá se retratar após comentários homofóbicos

O jogador criticou o anúncio da editora DC Comics sobre o novo Super-Homem se descobrir bissexual nas próximas edições dos quadrinhos

Legenda: Maurício Souza foi multado e afastado do Minas Tênis Clube por tempo indeterminado após comentários homofóbicos nas redes sociais
Foto: Reprodução / Internet

O central Maurício Souza, do Minas Tênis Clube, foi multado e afastado do clube por tempo indeterminado nesta terça-feira (26) após comentários homofóbicos nas redes sociais. O clube, inclusive, foi cobrado por patrocinadores a tomar "medidas cabíveis".

As declarações de Maurício Souza se deram nas redes sociais. O jogador criticou o anúncio da editora DC Comics sobre o novo Super-Homem se descobrir bissexual nas próximas edições dos quadrinhos. Dentre as medidas tomadas pelo Minas Tênis Clube, o atleta também deverá se retratar publicamente.

De acordo com o ge, uma reunião entre a diretoria do Minas Tênis e patrocionadores tratou sobre o assunto. A rescisão do contrato de Maurício Souza esteve em pauta. Entretanto, após chegarem a um acordo, o atleta aceitou se retratar.

Manifestação dos atletas

Após o manifesto dos patrocinadores do Minas Tênis Clube, o ponteiro Douglas Souza, do Vibo Valentia, da Itália, e da Seleção Brasileira, que faz parte da comunidade LGBTQIA+, agradeceu o posicionamento, citando que “homofobia não é liberdade de expressão ou opinião”.

Quem também se pronunciou foi a ex-líbero e bicampeão olímpica Fabi Alvim, relatando que "homofobia é crime!".

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte