"Avançamos, mas batalha continua pra lei sair do papel"

Após 13 anos da norma que pune a violência doméstica entrar em vigor, Maria da Penha admite progressos, mas enfatiza que as mulheres continuam a morrer.