Unifor cria serviço de orientação para empreendedores superarem lockdown

Projeto Fazendo Acontecer conta com apoio por e-mail e realização de lives mensais com professores e empreendedores que compartilharão suas experiências

Legenda: Período mais crítico da pandemia do coronavírus, lockdown desafia micros e pequenos empreendedores
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Universidade de Fortaleza, por meio do Escritório de Gestão, Empreendedorismo e Sustentabilidade (Eges), criou um serviço de apoio e orientação aos empreendedores que sofrem os impactos do lockdown imposto pela pandemia do coronavírus. Uma equipe de professores do curso de Administração de Empresas da Unifor e que compõem o Eges Consult ficará à disposição dos micros e pequenos empreendedores por e-mail.

Além das orientações por e-mail, o projeto Fazendo Acontecer promoverá lives mensais com professores e convidados, abordando temas de interesse dos empreendedores e tirando dúvidas, dando dicas e orientações. Também haverá mensalmente um bate-papo com um empreendedor convidado para compartilhar a experiência de fazer o negócio atravessar o lockdown.

O professor Rogério Nicolau, coordenador do Eges, explica que a ideia surgiu com o objetivo de compartilhar subsídios para que os empreendedores continuem a vender com competitividade. Os empreendedores podem entrar em contato com o projeto para tirar dúvidas por meio do eges@unifor.br

Veja dicas do professor para os micros e pequenos negócios enfrentarem o lockdown:

  1. Migrar as vendas para ambiente virtual, tanto pelas redes sociais como por plataformas que anunciam em grandes marketplaces. O segredo é chegar onde seu público potencial está e, claro, potencializar as vendas.
  2. Apostar em produzir conteúdos para ajudar os clientes a escolher seus produtos/serviços. As redes sociais são aliadas poderosas para comunicar sua proposta de valor. Ajudar os clientes a comprar e prestar assistência no pós-venda, este é o pulo-do-gato.
  3. E apostar em atendimento personalizado, não só para entender os anseios e desejos dos seus consumidores, mas para criar relacionamentos mais profundos de confiança e fidelização deles ao seu negócio.

"Não podíamos ficar alheios às dificuldades que milhares de empreendedores estão passando com os efeitos da Covid-19. E como a perspectiva é de que a pandemia perdure por mais algum tempo, tínhamos que compartilhar nossos conhecimentos para que eles superem esse difícil momento", ressalta. "As demandas serão encaminhadas para o Eges Consult, grupo de professores do curso de Administração responsável por dar orientação aos empreendedores", arremata Rogério Nicolau.

Quero receber conteúdos exclusivos do Vem Empreender