Globo formado por drones impressiona na abertura das Olimpíadas

Aparelhos foram utilizados para desenhar globo terreste acima do estádio olímpico, em Tóquio

Pessoa assistindo à apresentação com drones nas Olimpíadas
Legenda: Apresentação foi modelada em computador antes de ser realizada no evento
Foto: Andrej Isakovic/AFP

O tradicional espetáculo da abertura das Olimpíadas chamou a atenção do público ao redor do mundo nesta sexta-feira (23). Desta vez, um dos destaques foi o desenho de drones no céu — 1.824 aparelhos foram utilizados para desenhar um enorme globo acima do estádio olímpico, em Tóquio. As informações são do portal G1.

A coreografia foi coordenada para criar a ilustração tridimensional em movimento aéreo. Os aparelhos, movidos a energia elétrica, têm quatro hélices e usavam luzes do tipo LED

Como desenho foi formado

Desenho de drones acima do estádio em Tóquio
Legenda: Um só computador pode controlar milhares de drones ao mesmo tempo
Foto: Franck Fife/AFP

O primeiro passo para realizar a façanha é a criação da apresentação em 3D com o uso de um programa de computador. A equipe, usando o software, gera uma prévia dos movimentos, garantindo que os equipamentos não batam uns nos outros durante o voo.

Assim, os drones calculam a trajetória necessária para a criação das imagens, baseados nos comandos computadorizados. Conforme a Intel, fabricante dos equipamentos voadores, um único computador pode controlar até milhares de drones.

Ainda segundo a empresa, as áreas seguras para o voo, a posição dos espectadores e os melhores enquadramentos da visão para o show são estudados.

Os valores da apresentação na capital japonesa não foram divulgados, mas as estimativas de shows como esse podem chegar a mais de US$ 300 mil.

Recorde de drones

Apesar do número de equipamentos usados na abertura das Olimpíadas, o recorde atual de voo simultâneo com drones é da marca de carros Genesis, ligada à Hyundai — foram empregados 3.281 aparelhos na celebração da chegada da empresa à China, em 29 de março deste ano.