Honda Civic deixa de ser produzido no Brasil em novembro

Com o encerramento das operações da fábrica em São Paulo, modelo começará a ser importado a partir de 2022

encerra produção do Honda Civic no Brasil
Legenda: 11ª geração será lançada em 2022 e virá para o Brasil dos Estados Unidos ou México
Foto: Divulgação/Honda

O sedã médio Honda Civic deixará de ser produzido no Brasil a partir do mês de novembro, após 24 anos desde a instalação da fábrica no município de Sumaré, em São Paulo. O encerramento da produção local já foi comunicado pela marca japonesa a fornecedores, segundo o site Autos Segredos. Em resposta à reportagem, a Honda disse que não comenta planos. 

As operações da montadora no Brasil começaram no dia 6 de outubro de 1997 com a produção da 6ª geração do Civic. O veículo era comercializado em cinco versões equipadas com 1.6 16V, em duas faixas de potência (106 cv, SOHC e 127 cv, VTEC), além da opção de câmbio manual de cinco marchas ou automático de quatro velocidades. 

Atualmente, o modelo está na 10ª geração, sendo vendido nas versões LX, Sport, EX e EXL com motor 2.0 Flex One ligado ao câmbio CVT, ou na Touring, que tem motor 1.5 Turbo a gasolina. Os preços variam entre  R$ 121 mil e R$ 164.900.

Concorrentes

Um dos motivos para o fim da produção do Honda Civic no Brasil é o sucesso de vendas dos SUVs. Conforme o jornal do Carro, o rival do modelo, o Toyota Corolla, vendeu 30,5 mil unidades entre janeiro e setembro deste ano, enquanto no mesmo período o sedã chegou a apenas 14 mil unidades. 

Embora a Honda tenha anunciado a retirada das operações no país, a ideia é que a nova geração do modelo, que será lançada em 2022, seja importada para o Brasil dos Estados Unidos ou do México já no primeiro semestre.