Vereador, ex-servidora e políticos de Juazeiro do Norte são suspeitos de integrar grupo criminoso

Eles estariam envolvidos em fraudes, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e uso de documento falso

Escrito por Redação, seguranca@svm.com.br

Segurança
operação em juazeiro do norte
Legenda: Ofensiva foi conduzida pela Polícia Civil
Foto: Divulgação

A Polícia Civil cumpriu, na manhã desta quarta-feira (20), 19 mandados judiciais contra um grupo criminoso envolvido em fraudes à licitação, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e uso de documento falso, em Juazeiro do Norte. Os crimes teriam participação de políticos e servidores do município entre 2019 e este ano. A ofensiva integra a Operação Aurantium. 

Conforme as investigações, os crimes seriam praticados em coautoria com um vereador da cidade, uma ex-servidora e ex-vereadores. O esquema era executado através de empresa de fachada que recebeu mais de R$ 4 milhões do município. A identidade dos envolvidos ainda não foi divulgada.

Dos 19 mandados judiciais expedidos pela Vara de Delitos de Organizações Criminosas, oito foram de busca e apreensão e nove de sequestro criminal de bens para apreender veículos, imóveis e bloqueio de contas bancárias e fundos de investimento. 

As outras duas ordens judiciais determinaram um afastamento cautelar de suspensão de exercício de mandato eletivo por 180 dias e uma de suspensão da atividade econômica e financeira em relação aos contratos da empresa com o poder público municipal.

A apuração está sendo realizada pela Delegacia de Combate à Corrupção (Núcleo Cariri) do Departamento de Recuperação de Ativos (DRA) e apoio dos Departamentos de Polícia Judiciária do Interior Norte e Sul.