Suspeitos presos após tentativa de roubo a carro-forte são de Pernambuco, Bahia e São Paulo

Trio foi preso após perseguição. Caso ocorreu na manhã da terça-feira (6), em Piquet Carneiro

Armas apreendidas pela Polícia com os suspeitos de assalto a carro-forte
Legenda: Suspeitos estavam com três espingardas, dois revólveres e uma pistola quando foram capturados
Foto: Wânyffer Monteiro

Os três suspeitos presos nessa quarta-feira (7) por tentativa de assalto a carro-forte em Piquet Carneiro, no Ceará, são dos estados de Pernambuco, Bahia e São Paulo. Com o trio, foram encontrados um carro, armas de fogo e explosivos. As informações foram divulgadas em coletiva de imprensa na manhã desta quinta (8).

A Companhia de Operações de Divisas (COD), do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (Bepi), da Polícia Militar do Ceará (PMCE), identificou que um veículo Toyota Corolla — que teria sido usado na ação criminosa — estava em deslocamento rumo ao Crato.

Os agentes fizeram, então, um cerco na região, interceptando o carro em localidade próxima à Rotatória das Batateiras, na cidade cratense. Além da PMCE, as buscas mobilizaram equipes da Polícia Civil do Ceará (PCCE) e da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer).

Após perseguição, os policiais chegaram a um carro com três pessoas, que confessaram participação no ataque. São elas:

  • Edson José Araújo da Silva, 42 anos, natural de Afrânio (PE);
  • Genielson Batista Alexandre de Freitas, 31 anos, de Guarulhos (SP);
  • Tainara de Oliveira Araújo, 19 anos, de Paulo Afonso (BA).

Conforme o tenente-coronel Naerton Menezes, comandante do Batalhão do Policiamento de Choque (BPChoque), os suspeitos intentavam fugir para Pernambuco e informaram o paradeiro de outros envolvidos. Estes estariam em um sítio na zona rural de Cariús, o qual serviria como casa de apoio.

Ainda segundo o comandante, os demais suspeitos fugiram antes da chegada dos agentes ao local. Não há informação do número total de envolvidos na ação. O policial afirmou, também, que parte do armamento apreendido pertence à equipe a bordo do carro-forte.

O trio preso foi conduzido à Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), da PCCE, sendo autuado em flagrante por roubo majorado pelo concurso de pessoas, com o emprego de armas de fogo e explosivo, além de associação criminosa. 

Ainda segundo as autoridades, equipes seguem buscando outros envolvidos no crime. O caso será investigado pela DRF e pela Delegacia Regional de Senador Pompeu.

O crime

O trio é suspeito de ter explodido um carro-forte em um distrito de Piquet Carneiro na manhã de terça-feira (6). O ataque ao veículo ocorreu nas proximidades do Sítio Chapada, no distrito de Catolé da Pista.

Fontes da SSPDS informaram ao Diário do Nordeste que havia um comboio de carros-fortes, e um deles fora cercado por criminosos e explodido.

No entanto, os suspeitos não levaram nenhum valor, dado que o cofre do veículo estava vazio. Os profissionais a bordo do carro-forte não sofreram ferimentos, mas o fogo se alastrou pela mata local. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança