Procurador condenado por matar delegado no Ceará é preso novamente 13 anos após o crime

Ernandes Lopes Pereira foi localizado em Brasília, Distrito Federal. Ele matou o delegado Cid Júnior Peixoto no Eusébio em 2008

Procurador Ernandes sendo preso
Legenda: O procurador já foi preso outras duas vezes pelo crime
Foto: Juliana Vasquez

procurador aposentado Ernandes Lopes Pereira, 71, foi preso, nesta quarta-feira (3), em Brasília, Distrito Federal, pelo crime de homicídio contra um delegado no Ceará, ocorrido em 2008. Considerado foragido da Justiça cearense, ele tentou fugir no ato da prisão, mas foi capturado.

Esta é a terceira vez que Ernandes é preso. A primeira foi em flagrante, em agosto de 2008, instantes depois do crime. A segunda foi em Brasília novamente, em março de 2019, sendo solto por determinação judicial em julho do mesmo ano. Agora, após essa última prisão, ele se encontra novamente à disposição da Justiça

Ernandes assassinou o delegado de Polícia Civil, Cid Júnior Peixoto do Amaral, 60, com um tiro em uma mansão no município de Eusébio. Os dois eram amigos de infância. Em primeiro depoimento, o procurador alegou que o disparo foi acidental.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o ex-procurador foi preso na região de Sítios de Taguatinga, em Brasília. Trocas de informações entre as polícias do Ceará e do Distrito Federal possibilitaram a localização de Ernandes Lopes.

O crime

Cid Peixoto e Ernandes Lopes eram amigos. Nos autos consta que no dia 13 de agosto de 2008, na casa do acusado, localizada na Lagoa da Precabura, Eusébio, Pereira disparou contra o delegado após ingerir bebida alcoólica. Ernandes disse que o disparo aconteceu "sem querer", mas a tese foi rejeitada pelos jurados. Cid Peixoto tinha ido à residência para conhecer o imóvel, a convite do amigo.

O delegado morreu na presença da mãe e da esposa dele. A primeira prisão de Ernandes Lopes Pereira ocorreu na mesma data do homicídio, após policiais civis derrubarem a cerca elétrica e escalarem o muro da casa.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança