Operação prende três suspeitos de envolvimento em seis homicídios no Edson Queiroz

As investigações da polícia apontam que os crimes ocorreram entre os meses de junho e novembro deste ano

Legenda: Com o principal suspeito de acunha "Del" foi apreendida uma pistola, mais de 700 munições e uma Hilux blindada
Foto: Brenda Albuquerque

Uma operação da Polícia Civil prendeu três homens integrantes de facção criminosa suspeitos de terem envolvimento em seis homicídios, no bairro Edson Queiroz, em Fortaleza. As investigações da polícia apontam que os crimes foram cometidos entre junho e novembro deste ano. Duas prisões aconteceram nesta segunda-feira (14) e uma outra no último dia 4 de novembro. 

De acordo com a delegada Mariana Diógenes, da 7ª Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o primeiro a ser preso foi André Barbosa do Amaral, 35 anos, mais conhecido como "Del", que já responde por posse irregular de arma de fogo, receptação, corrupção de menores e ameaça. A prisão do suspeito foi realizada no último dia 4 de novembro.

Motociclista é abordado ao sair de loja e morto a tiros, no Bairro Edson Queiroz

Dona de casa baleada em tentativa de assalto no Edson Queiroz voltava de treino de futebol do filho

Com ele foi apreendida uma pistola, mais de 700 munições e uma Hilux blindada. De acordo com a polícia, contra ele, existia um mandado de prisão em aberto por fazer parte de uma organização criminosa e por homicídio. As investigações apontam que o suspeito exerce função de chefia de um grupo criminoso atuante na região do bairro Edson Queiroz. 

Ainda segundo a delegada, as investigações concluíram que, três das vítimas não tinham relação com crimes e foram executadas somente por terem parentes em uma facção rival. Uma delas é um homem que trabalhava no ramo da carpintaria bastante conhecido na comunidade, morto após os suspeitos descobrirem que um parente da mulher dele era de uma facção rival.

Outras prisões

Já na segunda-feira (14), os policiais civis do DHPP prenderam Claudenis Sousa de Oliveira, 24 anos, que responde por tráfico de drogas e roubo de veículo, e Francisco Marcos da Silva dos Santos Júnior, 21 anos, que já responde por roubo.

A dupla foi presa no bairro Papicu. Claudenis foi preso por força de mandado de prisão por integrar organização criminosa e por homicídio. Já Francisco Marcos foi capturado por romper a tornozeleira eletrônica que utilizava. As investigações sobre o grupo criminoso seguem. 

Denúncias 

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública (SSPDS) ou para (85) 3257.4807, do DHPP, que também disponibiliza o mesmo número como WhatsApp. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança