Oito pessoas são presas por envolvimento na chacina de Monsenhor Tabosa

Dois adolescentes de 14 anos e dois homens, um de 40 e outro de 70 anos, foram mortos nesta terça-feira

Escrito por Redação,

Segurança
armas e material apreendido
Legenda: Material apreendido com os presos pela chacina de Monsenhor Tabosa
Foto: Divulgação/SSPDS

Oito pessoas foram presas por envolvimento na chacina que deixou quatro pessoas mortas em Monsenhor Tabosa, no interior do Ceará. Cinco capturas ocorreram na noite desta terça-feira (24), em Canindé, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Entre os presos, abordados em um veículo, estava uma pessoa considerada chefe de uma facção criminosa responsável por ordenar a matança. Com o grupo capturado, foram apreendidas armas de fogo. A pasta não divulgou a identidade das pessoas.

Conforme a SSPDS, que enviou reforços policiais ao Município, novos detalhes serão repassados posteriormente, após os procedimentos policiais serem concluídos. A Delegacia Municipal de Monsenhor Tabosa investiga o caso.

Outras três pessoas haviam sido presos pela tarde, horas após o crime. O trio estavam com grande quantidade de munições, armas de fogo, carregadores, balaclavas e dois artefatos explosivos.

Assassinatos 

Criminosos invadiram duas casas e cometeram os assassinatos. Em uma casa no bairro Alto da Boa Vista, três pessoas foram mortas.

Em seguida, os suspeitos seguiram até outro endereço e lesionaram mais uma, que chegou a ser socorrida, mas morreu no hospital.

Entre os mortos estão dois adolescentes de 14 anos, e dois homens, um de 40 e outro de 70 anos.