Caucaia: Irmão de Naumi Amorim e secretários da gestão são detidos por suspeita de crime eleitoral

Policiais civis prenderam cinco pessoas na manhã deste sábado no Parque Potira, bairro de Caucaia. Eles foram encaminhados à Polícia Federal em Fortaleza

Operação da Polícia Civil
Legenda: Cinco pessoas foram presas em flagrante e levadas para a sede da Polícia Civil
Foto: Foto: Fabiane de Paula

Na manhã deste sábado (28), policiais civis prenderam em flagrante cinco pessoas com material de campanha do candidato a reeleição em Caucaia, Naumi Amorim (PSD).  Foram detidos o irmão do prefeito, Miguel Amorim, e secretários da gestão. As prisões foram feitas durante a Operação Eleições 2020. Conforme a Secretaria da Segurança Pública, os policiais pararam e abordaram um grupo em veículo no bairro Parque Potira.

Junto a eles foram encontradas, além do material de campanha, listas com nomes de pessoa e uma quantia em dinheiro, cujo valor ainda não foi divulgado. 

Os presos foram encaminhados à sede da Polícia Federal, em Fortaleza, e estão aguardando a realização dos procedimentos. A suspeita é de crime eleitoral, contudo ainda não foram divulgados mais detalhes sobre a investigação.

À tarde, Naumi Amorim fez uma declaração em vídeo, postada em uma rede social. “Não vamos nos desanimar com as perseguições. Querem ganhar no tapetão”, disse, sem se referir diretamente ao caso.

A coordenação da campanha informou que "aguarda o resultado dos procedimentos adotados pelas autoridades competentes e que mantém-se absolutamente tranquila e disposta a colaborar com as investigações".

A Polícia Federal deve realizar, às 16h30, uma coletiva de imprensa sobre a ocorrência em Caucaia.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política