André Fernandes pede que seu depoimento seja adiado para dia 22

Parlamentar alegou choque de agenda

Legenda: Fernandes fez denúncia que vincula projeto sobre jogos eletrônicos a lavagem de dinheiro
Foto: José Leomar

O deputado estadual André Fernandes (PSL) adiou seu depoimento ao Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) sobre a denúncia sobre um suposto envolvimento de seu colega de Parlamento Nezinho Farias (PDT) com facções criminosas. O adiamento ocorreu a pedido do parlamentar, que também solicitou reagendamento para 22 de julho. Ao Diário do Nordeste, o parlamentar alegou choque de agendas para justificar o adiamento.

Fernandes compareceria à Procuradoria de Crimes Contra a Administração Pública (Procap) para explicar a denúncia que protocolou junto ao MPCE no último dia 14, na qual afirma que um projeto de Nezinho para a regulamentação de jogos eletrônicos "serviria para lavagem de dinheiro" da facção Primeiro Comando da Capital (PCC) por meio do "jogo do bicho". O trabalhista nega as acusações.

A denúncia, por enquanto, não se converteu em investigação. De acordo com o procurador-geral de Justiça, Plácido Rios, não há provas suficientes para tanto.

Fernandes já é alvo de duas representações no Conselho de Ética da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (AL-CE) em razão da denúncia. Tanto PDT quanto PSDB acusam-no de quebra de decoro parlamentar.


Categorias Relacionadas