Otero, zagueiros e os planos do Fortaleza para a nova janela do mercado de transferência

O clube anunciou também o volante Lucas Sasha e o atacante Thiago Galhardo

Otero em ação pela seleção da Venezuela
Legenda: O meia Rómulo Otero acumula diversas passagens pela seleção da Venezuela
Foto: Matias Delacroix / AFP

O Fortaleza anunciou três reforços para a sequência do ano e busca mais contratações para a próxima janela de transferências, aberta no dia 18 de julho. O clube sabe das lacunas no elenco e tenta preencher de imediato para o segundo semestre, com foco na permanência na Série A.

Os nomes anunciados foram o volante Lucas Sasha (contrato até maio de 2024), o meia Otero (contrato até o fim de 2022) e o atacante Thiago Galhardo (empréstimo até o fim do ano e pré-contrato para 2023). O Diário do Nordeste apurou que mais movimentações irão acontecer, com foco principalmente em dois zagueiros.

O último reforço, anunciado neste sábado (2), foi Otero, ex-Corinthians e Atlético-MG. O venezuelano de 29 anos estava livre no mercado após a saída do Cruz Azul, do México, e é um meia com as características que agradam a comissão técnica, principalmente pela qualidade de finalização e a habilidade da bola parada.

No caso dos defensores mapeados, os nomes são mantidos em sigilo, mas um dos alvos tem negociação avançada e pode ser anunciado nos próximos dias. Todas as peças foram avaliadas pelo técnico Vojvoda.

Elenco do Fortaleza

  • Goleiros (4): Marcelo Boeck, Fernando Miguel, Max Walef e Kennedy.
  • Defensores (6): Tinga, Benevenuto, Titi, Landázuri, Brayan Ceballos e Habraão.
  • Alas (4): Pikachu, Juninho Capixaba, Lucas Crispim e Vitor Ricardo.
  • Volantes (6): Felipe, Ronald, Zé Welison, Hércules, Matheus Jussa e Lucas Sasha.
  • Meias (4): Lucas Lima, Matheus Vargas, Sammuel e Rómulo Otero.
  • Atacantes (7): Silvio Romero, Moisés, Robson, Romarinho, Depietri, Igor Torres e Thiago Galhardo.
  • (*): o centroavante Renato Kayzer tem contrato, mas foi afastado em definitivo do elenco.

Mais carências?

Até agora, o Fortaleza reforçou o meio-campo e o ataque, além de projetar a qualificação da defesa. Vojvoda analisa o elenco e, caso seja identificada mais uma lacuna no plantel, há um compromisso junto ao departamento de futebol de fechar com o reforço. O foco é contratar com qualidade.

Dentro do esquema 3-5-2, com variação para 4-4-2, os contratados chegam com potencial para a titularidade, como Galhardo. Assim, o Leão pode ter mudanças no time titular no 2º semestre.

Vojvoda com semblante sério na Arena Castelão
Legenda: O técnico argentino Vojvoda tenta recuperar o desempenho do Fortaleza em 2022
Foto: Thiago Gadelha / SVM

Por conta de lesões e da Covid-19, a equipe que iniciou em campo contra o Estudiantes-ARG, no jogo de ida  das oitavas de final da Libertadores, contou com: Boeck; Landázuri, Tite e Benevenuto; Pikachu, Zé Welison, Ronald, Juninho Capixaba e Lucas Lima. Moisés e Sílvio Romero.

Na análise interna, a montagem do elenco atendeu as exigências iniciais de Vojvoda, que chancelou o grupo para os primeiros desafios do elenco. Vale ressaltar que o time fez todos os jogos possíveis da temporada, com dois títulos e avançando na Copa do Brasil e na Libertadores. O excesso de desgaste atrapalha o rendimento, além das lesões recentes, como a baixa de Tinga.

Quem pode sair?

Renato Kayzer em campo pelo Fortaleza na temporada 2021
Legenda: Renato Kayzer teve poucas oportunidades com a camisa do Fortaleza
Foto: Thiago Gadelha / SVM

Ao longo do ano, o Fortaleza recebeu sondagens e até propostas oficiais, como uma recusada pelo ala Ala Pikachu, eleito o melhor lateral-direito do Brasileirão de 2021 e em grande fase em 2022, com 17 gols e oito assistências em 40 partidas. O plano é priorizar a técnica e evitar perdas nos titulares.

A gestão não compreende nenhum jogador como inegociável, mas trabalha pela manutenção do time, em compromisso firmado com Vojvoda. Nomes com baixa minutagem ou que não se encaixaram tecnicamente na equipe podem ser negociados. E Renato Kayzer, a maior contratação da história do futebol cearense, segue afastado em definitivo por problemas internos, até o desfecho de uma negociação.