Por que Renato Kayzer não tem jogado e nem deve mais atuar pelo Fortaleza

O jogador dificilmente voltará a ser utilizado por Vojvoda

Renato Kayzer com raiva reclama de gol perdido
Legenda: Renato Kayzer tem sido pouco utilizado por Vojvoda
Foto: Thiago Gadelha/SVM

Na derrota do Fortaleza por 3 a 2 para o Avaí, na noite da última quinta-feira (17), chamou atenção que, mais uma vez, o atacante Renato Kayzer, contratação mais cara da história do futebol cearense, não saiu do banco de reservas quando o time precisava vencer o jogo. A pouca utilização do camisa 79 tem sido motivo de questionamentos e dúvidas de vários torcedores. O Diário do Nordeste apurou os motivos para que o jogador não tenha sido utilizado e nem deva permanecer no clube.

A situação se agravou ao ponto de que o atleta deverá, em breve, sair do Pici.

Contratado em fevereiro com status de reforço mais caro da história não apenas do Fortaleza, mas do futebol cearense, o jogador de 26 anos não é titular. Ao contrário, tem sido pouco utilizado pelo técnico Juan Pablo Vojvoda. Foram 23 jogos até agora, sendo apenas oito como titular. Ele marcou três gols em 888 minutos em campo.

A pouca utilização teria gerado insatisfação do atleta, que teria manifestado descontentamento em mais de uma oportunidade, o que desagradou comissão técnica e diretoria. A Coluna apurou e ouviu relatos de fontes de que o comportamento do jogador gerou incômodo inclusive entre o próprio grupo de jogadores.

Renato Kayzer com a bola dominada em jogo do Fortaleza
Legenda: Renato Kayzer tem três gols marcados pelo Fortaleza
Foto: Thiago Gadelha/SVM

O episódio mais recente, visto como "a gota d'água", foi na última quarta-feira (15), em Florianópolis, no treino de apronto para o jogo contra o Avaí, realizado no CT do Figueirense. Durante a atividade, Renato Kayzer deixou o treino alegando desconforto muscular na coxa esquerda.

Porém, não procurou atendimento de nenhum profissional do Departamento Médico ou de Fisioterapia do clube, nem se dirigiu para realização de tratamento. Apenas saiu do campo e ficou no celular.

Renato Kayzer ainda não completou sete jogos pelo Fortaleza na Série A (tem seis), o que ainda permite uma transferência para defender outro clube na competição. Kayzer estaria, inclusive, já em busca de um novo clube para o futuro. Algo que o próprio Fortaleza, no momento, vê como uma solução para resolver o caso, já que dificilmente ele deverá continuar como opção para Vojvoda.

A situação de Renato Kayzer é um dos problemas do Fortaleza, que é lanterna do Brasileirão após 12 rodadas, com sete pontos, e tem o América-MG como próximo adversário, no domingo (19).