Esperança, otimismo e transformações

Na abertura, o empresário e escritor Eduardo Moreira, fundador do Instituto Conhecimento Liberta (ICL) fará uma “Análise da atual conjuntura política, econômica e socioambiental

Escrito por Nilson Fernandes ,
Fazendário, diretor de Comunicação do Sintaf (Sindicato dos Fazendários do Ceará)
Legenda: Fazendário, diretor de Comunicação do Sintaf (Sindicato dos Fazendários do Ceará)

A filosofia oriental ensina que em momentos difíceis é preciso manter vivaz a chama da esperança. Esperança no sentido de esperançar, movimento que impulsiona o despertar para uma vida nova, e “levar adiante... juntar-se com outros para fazer de outro modo...”, conforme Paulo Freire. Qual ocorre à magia do universo, em contínuo processo renovador, as transformações, em humanidade, devem vir acompanhadas de foco mental naquilo que se quer alterar. 
Isso é otimismo, determinante na mudança desejada.


Em meio ao presente “caos” no orbe terrestre, por força de guerras e desigualdades si-sociais, está a tecnologia que, se avança por um lado, distancia o homem de sua essência, por outro, impactando vidas. E Fortaleza terá a oportunidade de debater essas transformações, de 8 a 10 de novembro, no IX Congresso Estadual dos Fazendários do Ceará, promovido pelo Sintaf-CE. O tema é “O Fisco Estadual e o Brasil do Futuro – Os impactos das transformações políticas, socioambientais e tecnológicas”.


Promoveremos ampla discussão em busca de alternativas que viabilizem, com otimismo, um futuro melhor para o estado, para as pessoas. Inteligência artificial, novas tecnologias incorporadas ao trabalho e o mundo do trabalho do porvir, as conjunturas nacional e internacional no cotidiano da Secretaria da Fazenda e dos seus servidores. Momento de analisar a reforma tributária, rodeada de expectativas, e de colocar em relevo o protagonismo da mulher.


Na abertura, o empresário e escritor Eduardo Moreira, fundador do Instituto Conhecimento Liberta (ICL) fará uma “Análise da atual conjuntura política, econômica e socioambiental: Desafios para um novo Brasil”. Nos dias seguintes, o Profo. Dr. Dado Schneider, especialista em mudança e colaboração intergeracional, traz o painel “A revolução digital chegou: e eu com isso?” Márcio Porchmann (IBGE), “O sindicalismo tem futuro?” Mailson Furtado, escritor e dramaturgo, aborda “A literatura como instrumento de transformação social”. O monge budista Gustavo Pinto brinda-nos com “O sentido humano das transformações”.
Políticos e outros ilustres somarão com lições igualmente imperdíveis, a provar que esperança e otimismo são potências para um mundo mais solidário.

Consultor pedagógico
Davi Marreiro
25 de Junho de 2024
Thuinie Daros e Alessandra Lima - Diretora de Metodologias e Aprendizagem e Diretora de Inovação, respectivamente
Thuinie Daros e Alessandra Lima
25 de Junho de 2024
Médico Sanitarista e Gestor em Saúde
Álvaro Madeira Neto
18 de Junho de 2024