Relembre reviravoltas em contratações de Ceará e Fortaleza; vote qual foi a maior 'rasteira'

Contratação de Thiago Galhardo pelo Tricolor de Aço entra para lista folclórica de reviravoltas

Thiago Galhardo, Silvio Romero, Marcelo Nicácio e Zezinho protagonizaram 'rasteiras' no futebol cearense
Legenda: Thiago Galhardo, Silvio Romero, Marcelo Nicácio e Zezinho protagonizaram 'rasteiras' no futebol cearense
Foto: Arte/Diário do Nordeste

Depois de ter levado a melhor na concorrência por Silvio Romero, no início de 2022, o Fortaleza surpreendeu o futebol cearense com mais uma disputa superada contra o rival Ceará por uma contratação.

Thiago Galhardo tinha interesse declarado pelo Ceará. Com presidente Robinson de Castro tendo jantado e presenteado o jogador há menos de um mês. Havia grande expectativa de anúncio da diretoria alvinegra.

Mas, novamente, uma reviravolta, a famosa 'rasteira' no linguajar do torcedor, apareceu com o atleta indo diretamente para o Fortaleza.

Thiago Galhardo gravou vídeo com camisa do Fortaleza e fazendo símbolo de torcida organizada
Legenda: Thiago Galhardo gravou vídeo com camisa do Fortaleza e fazendo símbolo de torcida organizada
Foto: Reprodução/ Instagram

Relembre algumas 'rasteiras' marcantes do futebol cearense

Silvio Romero

Desejado pelo Ceará e tendo negociado com o Alvinegro, o atacante argentino fechou com o Fortaleza e provocou grande frisson entre torcedores.

Marcelo Nicácio

Em 2010, após treinar 10 dias no Fortaleza, Marcelo Nicácio 'sumiu' do Pici e foi encontrado em Porangabuçu, já com contrato assinado.

Erivelton

No mesmo ano, foi a vez do zagueiro Erivelton, um dia depois de dar entrevista como novo jogador do Fortaleza, aparecer de surpresa em Porangabuçu.

Zezinho

Talvez a rasteira mais ousada, Zezinho saiu do Rio de Janeiro acertado com o Fortaleza, mas, ainda dentro do avião, falou com Dimas Filgueiras. No Aeroporto Pinto Martins, 'driblou' profissionais do Tricolor que o esperavam no saguão e entrou em outro carro indo direto para Porangabuçu.

Clodoaldo

Em 2006, o baixinho ídolo do Fortaleza não estava em sua melhor fase, mas ainda era respeitado e admirado. Porém, decidiu assinar contrato com o Ceará, em polêmica que foi parar na Justiça. O Alvinegro levou a melhor e o baixinho ainda foi campeão estadual daquele ano.

Vote qual a maior rasteira do futebol cearense

inter@

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte