Lindoso elogia torcida do Ceará e cobra Dorival Júnior após gol: “me deve um churrasco”

O volante marcou um dos gols da vitória alvinegra contra o Independiente-ARG

Atleta do Ceará comemora gol contra Independiente, da Argentina
Legenda: O Ceará é o primeiro time da história da Sul-Americana a vencer todos os jogos da 1ª fase
Foto: divulgação / Conmebol

O Ceará conquistou um resultado histórico ao vencer o Independiente por 2 a 0, na Argentina, e se garantir nas oitavas de final da Sul-Americana. Um dos gols foi do volante Rodrigo Lindoso, que ainda realizou uma cobrança ao técnico Dorival Júnior: um churrasco.

“O nosso treinador (Dorival) pediu bastante calma, tranquilidade, mas foi o 1º que foi expulso. Faz parte, acontece, são detalhes. Acho que o jogo em si foi um grande jogo nosso, de imposição, chances de gol, e muitos ficam me cobrando, o próprio treinador cobra. Ele está devendo um churrasco porque fala de gol de volante, tem uns 10 aqui, mas fala somente de mim”, brincou.

Com o resultado, o Vovô conquistou a 1ª posição geral da Sula e a melhor campanha da história do torneio no atual formato. O confronto histórico também foi marcado por uma invasão alvinegra no estádio Libertadores da América. E Lindoso reconheceu a força da torcida do Ceará na partida.

"A gente sabe da importância do nosso torcedor. Sabe que quando o estádio está cheio, eles empurrando, sentimos uma responsabilidade a mais. Temos de ter cabeça boa, assim como temos quando jogamos fora, em um ambiente desfavorável. É sempre lindo quando as coisas se encaixam, vai ter dia que o resultado não vem, mas precisamos de todos. É um time que trabalha para caramba, é legal quando tem a festa e a gente retribui também”, destacou.

O próximo adversário do Ceará na Sul-Americana será definido após sorteio, na sexta-feira (27), às 13h. O time irá enfrentar um clube que ficou em 3º colocado na fase de grupos da Libertadores.

Confira outros pontos da coletiva de Lindoso

Jogar na Argentina

"A gente sabe da mística que tem os estádios argentinos, já tive a oportunidade de jogar aqui (na Argentina), e para mim foi uma experiência bem legal, com a festa da torcida deles com a nossa. Foi um jogo limpo, apesar da rivalidade de Brasil x Argentina”.

Reação no Brasileirão

“Temos uma cobrança grande no Brasileirão, são questões de detalhes, a gente tem feito bons jogos e o resultado não está vindo, mas na Sul-Americana são bons jogos, e o resultado veio. É uma questão de paciência, todo mundo precisa andar junto, direção, jogadores e torcida porque estamos em três competições. Sabemos que a nossa liga é difícil”.

Vaga no mata-mata

"Acho que cada jogo tem a sua história. A gente fala da importância do mata-mata, mas a Sula se torna um campeonato mais curto, são sete jogos para ser campeão. Temos que jogar todos juntos, a diretoria, torcida, jogadores porque precisamos de todo mundo.  Tudo que ocorreu é com muito suor, nada é fácil, tem a preparação, vamos ficar quase 10 dias fora, e agora não sabemos qual vai ser o adversário, mas tudo que a gente fez não traz vantagem, é um campeonato à parte”.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte