Eleições da Federação Cearense de Futebol estão suspensas pela Justiça

Uma ação do Fortaleza com pedido de tutela de urgência suspendeu o pleito na FCF que seria amanhã

Legenda: As eleições na Federação Cearense de Futebol (FCF) estavam marcadas para amanhã, terça-feira
Foto: Juscelino Filho / SVM

As eleições na Federação Cearense de Futebol (FCF) estão suspensas. O pleito seria realizado amanhã, mas o Fortaleza conseguiu barrá-lo após ação de tutela de urgência na 10ª Vara Cível assinada, pelo juz de direito Daniel Carvalho Carneiro.

No documento que o Diário do Nordeste teve acesso, o clube alega que o "processo eleitoral encontra-se eivado de falhas, notadamente a não constituição de comissão eleitoral independente".

Para o pleito, que elegerá Presidente, Vice-Presidente, Conselho Fiscal e Suplentes da FCF, só há a chapa do atual presidente Mauro Carmélio inscrita.

A eleição aconteceria às 10 horas desta terça-feira (20), na sede da FCF. 

Movimento

Na última sexta-feira, o Fortaleza solicitou o cancelamento da eleição para presidente da Federação Cearense de Futebol (FCF). O clube enviou um ofício à entidade, alegando que a condução do pleito não está de acordo com a Lei Pelé, mas não obteve resposta.

O vice-presidente do clube, Marcelo Desidério, via twitter, comentou a ação leonina em post na última sexta-feira.

"Coube a 1a. Vice-Presidencia, que por delegação da Presidência representa o junto a FCF, protocolizar o ofício 069/FEC/2021. Ademais, como o atual mandato da direção da FCF só se encerrará em dezembro/2021, não haverá nenhum prejuízo administrativo a entidade em atender a Lei Pelé, como ora lhe alerta o filiado Fortaleza Esporte Clube", escreveu na última sexta-feira.
 

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados