Ceará pode garantir Sul-Americana matematicamente no "Carnaval" e terá de secar o Fortaleza

Alvinegro enfrenta o Fluminense, na segunda-feira, enquanto o Tricolor pega o Palmeiras, no domingo

Legenda: Vina é o artilheiro e líder de assistências do Ceará na temporada
Foto: Camila Lima / SVM

Apesar de um empate doloroso contra o São Paulo, com gol sofrido no último lance do jogo, o Ceará somou um ponto que faz muita diferença para o clube na reta final da Série A 2020.

Com os 46 pontos, está 99,99% garantido matematicamente na Série A 2021 faltando três jogos para o fim da competição. Mas o empate, apesar de ter afastado o clube da chance de pré-Libertadores, aproximou (e muito) da Copa Sul-Americana

Expectativa de volta 10 anos depois

Ceará jogou a Copa Sul-Americana pela última vez em 2011, quando enfrentou o São Paulo
Legenda: Ceará jogou a Copa Sul-Americana pela última vez em 2011, quando enfrentou o São Paulo
Foto: Rodrigo Carvalho

E os alvinegros já entram na contagem regressiva para comemorar o retorno às competições internacionais, exatamente 10 anos depois da última participação, em 2011.

Para que tal possibilidade aconteça já na próxima rodada, os torcedores do Ceará, que já costumeiramente secam o rival Fortaleza, terão de fazê-lo de forma ainda mais intensa. Se o Leão empatar ou perder para o Palmeiras, no domingo (14), às 18h15, o Vovô depende apenas de si contra o Fluminense na segunda-feira (15), às 18h, para garantir a vaga matematicamente com dois jogos de antecedência.

A conta é simples: em caso de empate ou derrota do Fortaleza, o Ceará só precisa vencer o Fluminense para não ser mais ultrapassado por nenhum adversário abaixo do 14º lugar, posição que será a "de corte" para a classificação da competição continental. O "G-14" só será composto oficialmente após a final da Copa do Brasil, entre Grêmio e Palmeiras. Só seria desfeito, caso o Grêmio terminasse a competição abaixo de 14º lugar, o que já é matematicamente impossível.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte