O que as empresas têm a aprender com Juliette, campeã do BBB 21

Em bate-papo promovido pela Faculdade CDL, especialistas traçaram paralelos da jornada da participante do BBB com a vida organizacional

A vencedora BBB21 Juliette
Legenda: Participante faturou R$ 1,5 milhão ao vencer o BBB 21
Foto: Isabella Pinheiro/GSHOW

A jornada e a imagem construída por Juliette no BBB 21 são consideradas um fenômeno por diversos especialistas. Antes mesmo de sair do programa, a equipe da nova milionária já recebia convites de empresas para contratos publicitários. E o case da paraibana pode ser usado como exemplo pelas empresas.  

Para o consultor empresarial, Marcos Braun, muito desse sucesso da maquiadora é atribuído à autenticidade de Juliette, característica importante nas pessoas que compõem as organizações.  

“Houve essa conexão tão rápida com as pessoas, pelas posturas dela, os valores que traduziam essa liderança dela”, afirmou no bate-papo “BBB21: ficção x realidade” promovido pela Faculdade CDL nesta quinta-feira (13).  

O bate-papo contou ainda com a participação da psicóloga Danusa Façanha, do contador Randal Glauber e da comunicadora Lígia Sales.  

“Juliette foi ela mesma e isso é muito raro nos dias de hoje. Muitas vezes, as pessoas vestem um personagem que acaba ferindo seus valores. Então, independentemente da situação que você esteja, nunca deixe de ser você”, acrescenta.  

Liderança em falta 

O consultor também aponta que líderes que assumam as responsabilidades estão em falta nas organizações, atitude que Juliette tomou ao longo de todo o programa.

Braun explica que liderança e protagonismo estão ligados, já que protagonistas exercem influência, seja ela positiva ou negativa, nas pessoas.  

“Juliette foi protagonista porque não se isentou de tomar decisões. Quando ela entra no jogo de forma coerente, ela exerce essa liderança, o que falta muito nas empresas. Tudo o que eu percebo que está em crise é pela ausência de liderança, de pessoas que assumam responsabilidade ".  
Marcos Braun
consultor empresarial

Feedbacks  

Outra característica marcante de Juliette no programa eram as conversas e enfrentamentos dos próprios conflitos.

“Nós cobramos isso muito nas empresas, a cultura dos feedbacks.  Em vários momentos, ela chamava os participantes para conversar sobre o que estavam sentindo. Muitos até achavam ruim, pois as pessoas não estão acostumadas com isso”, ressalta o consultor. 

Investir nos melhores profissionais  

Apesar do sucesso repentino, principalmente nas redes sociais – no Instagram, por exemplo, a maquiadora já acumula quase 29 milhões de seguidores –, conforme Braun é preciso tomar cuidado, pois é rápido para alcançar o sucesso, mas é ainda mais rápido cair.  

Por isso, ele destaca a importância de se investir nos melhores profissionais para seu negócio. “Logo no começo, a participante falou que precisava dos melhores ao lado dela e muitas empresas não têm essa visão. Ou têm e não investem por ser mais caro".  

Construção de imagem coerente  

Outra ‘lição’ da participação de Juliette no BBB 21 é a construção de imagem coerente, por meio das redes sociais, com a atuação dela no reality show. A mestra em Comunicação e Semiótica, Lígia Sales, comenta que a gestão influenciou diretamente a fama da maquiadora do lado de fora da casa.  

“Não adianta querer passar uma imagem de ‘bonzinho’, se suas ações não são condizentes com isso. Fica claro que é muito importante ter esse timing e essa precisão de saber o que o meu público está querendo ouvir também”, explana.  

Quero receber conteúdos exclusivos do Vem Empreender

Assuntos Relacionados