Idosa chora ao relatar fome e emociona repórter da Globo: 'não tinha nada para comer'

Caso aconteceu durante cobertura de uma inauguração de cozinha solidária, projeto de combate à fome

Imagem de entrevista em telejornal brasileiro
Legenda: Idosa chora ao relatar sobre a fome da família
Foto: Reprodução/TV Globo

A moradora do Rio de Janeiro, Janete Evaristo, de 57 anos, chorou ao falar sobre a falta de comida para alimentar a  família. O relato foi dado durante uma transmissão ao vivo no Rio de Janeiro, da TV Globo, nesta terça-feira (21). Após ver as lágrimas da entrevistada, a repórter Lívia Torres também se emocionou. 

A jornalista realizava a cobertura da inauguração do projeto que busca reduzir os impactos da fome na capital carioca. Segundo o g1, o "Prato Feito Carioca do Andaraí" é uma iniciativa da Prefeitura do Rio, que distribui refeições a quem não tem o que comer e está em situação de vulnerabilidade alimentar

"São cinco pessoas para comer na minha casa. Eram seis com minha filha que faleceu, fez dois anos agora, e meu marido que faleceu também, vai fazer seis meses", detalhou Dona Janete, que estava acompanhada de um neto.

No entanto, interrompe a sua fala, emocionada. Dona Janete está desempregada. "A gente tocou em um ponto difícil para a senhora, peço desculpas", disse Lívia Torres ao vê-la chorando.

'Nada para comer'

Apesar da emoção, pediu para falar novamente. "Domingo a gente não tinha nada para comer, porque eu estou desempregada, está muito difícil. Eu tô catando latinha, mas não dá", relatou. 

"E eu não tenho a ajuda de muita gente. Domingo a gente não tinha mesmo nada, aí está difícil".
Janete Evaristo
Desempregada

Surpresa com a resposta, Lívia agradeceu a participação de Dona Janete. "Não esperava que isso acontecesse aqui", disse, com voz emocionada. 

"É gente que está passando fome, que está necessitando de comida. Projetos sociais, projetos como esses da prefeitura são muito importantes para que essas pessoas possam comer. A gente está em 2022 e as pessoas precisam e têm direito de comer", completou. 

Nas redes sociais, Lívia ainda acrescentou que pessoas pediram o contato para tentar ajudar a mulher. "Aos que pediram contato, estamos tentando falar com a neta, que [ainda bem!] está na escola. Lindo ver tanta gente solidária!", detalhou.

"Dona Janete foi um soco no meu estômago. Dói saber quanta gente tá na mesma situação, sem dignidade. Ela não tem dinheiro pra comer e também não tem um celular".
Lívia Torres
Repórter

Fome no Brasil

A fome no Brasil já atinge mais de 33 milhões de pessoas - quase o dobro do registrado em 2020 - do 2º Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, realizado pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede PENSSAN).

As informações da fome foram divulgadas no dia 8 de junho de 2022. No Nordeste, aproximadamente 12 milhões de brasileiros estão em situação de insegurança alimentar grave

 

 

 

 


 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil