Anvisa aprova CoronaVac para crianças de 3 a 5 anos em decisão unânime

Vacina é a mesma usada em adultos, sem adaptação de versão pediátrica

Coronavac é aprovada em crianças de 3 a 5 anos
Legenda: Imunização será em duas doses aplicadas em intervalo de 28 dias
Foto: Thiago Gadelha

A aplicação da vacina CoronaVac em crianças de 3 a 5 anos foi autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta quarta-feira (13). A aprovação foi unânime: todos os diretores da agência votaram de forma favorável à autorização da aplicação.

A Anvisa ainda informou que, para a avaliação desta nova indicação para o imunizante contra Covid-19, analisou e buscou todos os dados disponíveis sobre a vacina e seu uso em crianças.

Confira pontos de destaque da aprovação:

  • CoronaVac está liberada para crianças a partir de 3 anos
  • Não pode ser aplicada imunossuprimidos
  • Imunização será em duas doses aplicadas em intervalo de 28 dias
  • Vacina é a mesma usada em adultos, sem adaptação de versão pediátrica
  • Anvisa não determinou quando começa a vacinação: distribuição de doses, cronograma e alteração de planos dependem dos estados e do Ministério da Saúde.

"A análise contou com as informações submetidas pelo Instituto Butantan, com dados de pesquisas feitas no Chile, onde a vacina já é utilizada nesta faixa etária, resultados de pesquisas sobre vacinação contra Covid-19 no Brasil, pareceres das sociedades médicas convidadas, evidências de vida real e dados de literatura científica publicados", disse a agência em comunicado.

CORONAVAC PARA CRIANÇAS

A liberação da vacina foi pedida pelo Butantan à Anvisa no dia 11 de março deste ano. O instituto solicitou uma alteração na bula da CoronaVac para que ela também fosse recomendada para crianças de 3 a 5 anos.

Na época, a Anvisa informou que consideraria pontos como segurança e eventos adversos identificados, ajuste de dosagem da vacina e fatores específicos dos organismos das crianças em fase de desenvolvimento. 

Atualmente, além da população adulta, o imunizante está liberado para crianças e adolescentes na faixa etária de 6 a 17 anos.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil