Jesse Koz falou sobre coragem em entrevista a cearense: ‘se você não está feliz em um lugar, muda'

Jesse e o golden Shurastey morreram em acidente de fusca nos EUA na terça-feira (24)

Dois homens e um cachorro aparecem na imagem
Legenda: Jesse Koz e Shurastey chegaram a percorrer mais de 85 mil quilômetros no fusca 1978
Foto: Reprodução/YouTube

Quando Jesse Koz, 29 anos, e o cão Shurastey passaram por Nova York, o jornalista cearense Jayme Ribeiro aproveitou o momento para entrevistar o viajante brasileiro, natural de Balneário Camboriú (SC). A conversa aconteceu no último dia 11 de abril.

O episódio “Jesse Koz e o cão Shurastey viajando de fusca pelas Américas!” foi gravado em Nova Jersey, tendo a ilha de Manhattan como paisagem. No dia 19 de abril, o vídeo foi publicado no canal de YouTube de Jayme, chamado “A Grande Maçã”.

Na entrevista, o influenciador e viajante compartilhou que muitas pessoas relataram ter se inspirado nele e em sua coragem para também pegar a estrada. “Essa é a maior recompensa”. 

“Se você não está feliz em um lugar, muda. Vai fazer outra parada. Não fica se prendendo ao que os outros vão pensar”
Jesse Koz
Viajante

Segundo Jayme, o encontro aconteceu por incentivo dos seguidores do canal. “Quando ele escreveu nas redes sociais que estava chegando em Nova York, mandaram mensagem para mim e para ele também”. 

A conversa girou em torno de como o projeto de Jesse tinha começado, os “perrengues” da viagem e, principalmente, de como Shurastey lidava com as horas na estrada. 

“No começo, ele era mais inquieto dentro do carro, ficava querendo vir para cima. Hoje em dia ele entra no fusca e fica quieto até a hora de descer”, compartilhou Jesse, lembrando que já tinham cinco anos de viagem. “O fusca é o refúgio dele”, definiu. 

Legenda: Jornalista cearense encontrou com viajante durante temporada de Jesse em Nova York
Foto: Arquivo pessoal

Inspiração para outros aventureiros

A trajetória ao lado de Shurastey começou ainda em 2017. Após perceber que estava saturado do trabalho como vendedor em shopping, Jesse decidiu vender suas coisas e viajar em seu fusca. Na época, tinha 24 anos

Para ele, é necessário não só coragem, como o desejo de se empenhar na aventura. Jesse decidiu que faria a viagem sem pensar tanto em conforto. “As pessoas pensam que, para viajar, precisa de dinheiro”. 

Após cinco anos de estrada, 17 países conhecidos e mais de 85 mil quilômetros rodados, descobriu que gastava “menos viajando do que quando morava em Balneário Camboriú. Eu tinha gastos fixos, alugueis”.

Ao longo do caminho, passou a utilizar as redes sociais para arrecadar dinheiro e mantar a viagem, mas principalmente para compartilhar sua trajetória a outros públicos. 

“Quando criei a página, o primeiro intuito era que as pessoas vissem que era possível fazer. ‘Estou indo de fusca, levando meu cachorro e não tenho dinheiro, então dá para você fazer’. É só querer”.
Jesse
Viajante

Tristeza pela morte

Foi por volta das 15h de terça-feira (24) que Jayme descobriu a notícia da morte de Jesse e Shurastey. Como a entrevista  havia sido uma das últimas publicadas no canal, os seguidores logo lhe mandaram mensagem para avisar. 

O influenciador Jesse, de 29 anos, morreu em um acidente de carro no estado de Oregon, nos Estados Unidos, na última segunda-feira (23). “Mesmo agora, se eu olhar, vai ter umas 300 mensagens novas. A cada minuto tem alguém falando”, disse Jayme. 

Para ele, a morte da dupla foi uma grande tristeza. “Minha cabeça ainda está no mundo da lua, não consigo me concentrar direito. Eu tenho cachorro, eu me coloquei muito no lugar dele, então realmente vai ser difícil superar essa perda”, finalizou.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo