50 Anos de Apolo 11: Nasa lança selos comemorativos

Serviço Postal dos Estados Unidos lançará os selos especiais no dia 19 de julho.

Legenda: Correios dos Estados Unidos deve emitir o selo comemorativo em 19 de julho de 2019
Foto: Divulgação/Serviço Postal dos Estados Unidos

Em homenagem ao aniversário de 50 anos da chegada do homem à Lua, um selo comemorativo será lançado pelo Serviço Postal dos Estados Unidos no dia 19 de julho. A agência espacial americana (Nasa) anunciou o lançamento nesta quarta-feira (29).

Um dos novos selos mostra a foto de Aldrin, feita por Amstrong, em seu traje espacial e na superfície da Lua. O outro, é uma foto da Lua tirada em 2010 por Gregory H. Revera, no estado americano do Alabama. Essa segunda imagem sinaliza o local onde pousou a nave da Apolo 11.

O design dos selos é do diretor de arte Antonio Alcalá. Eles serão do tipo "eterno", ou "forever stamps", em inglês. Isso quer dizer que são selos de primeira classe, que podem ser usados sem prazo de validade, independentemente de futuras variações nas tarifas de serviços postais.

Em 20 de julho de 1969, pela Missão Apolo 11 da Nasa, os astronautas Neil Amstrong e Buzz Aldrin tornaram-se os primeiros homens a caminhar na lua. As palavras de Amstrong entraram para a história: "Este é um pequeno passo para um homem, mas um salto gigante para a humanidade", disse ele.

De volta à Lua

A Nasa divulgou nesta quinta-feira (23) o calendário do programa "Ártemis", que levará astronautas à Lua pela primeira vez em meio século, incluindo oito lançamentos programados e uma mini-estação na órbita lunar até 2024.

As missões lunares originais foram nomeadas em homenagem a Apolo; Ártemis era sua irmã gêmea na mitologia grega e a deusa da caça, do deserto e da Lua. 

O administrador Jim Bridenstine confirmou que a Ártemis 1 será uma missão não tripulada ao redor da Lua planejada para 2020

Legenda: Buzz Aldrin, primeiro homem a pisar na lua em 1969.
Foto: Reprodução/WIKIMEDIA COMMONS

Depois virá a Ártemis 2, que irá orbitar o satélite da Terra com uma tripulação por volta de 2022; e será seguida, finalmente, pela Ártemis 3, que colocará astronautas no solo lunar em 2024, incluindo a primeira mulher

As três serão lançadas ao espaço pelo maior foguete de todos os tempos, o Sistema de Lançamento Espacial (SLS), liderado pela Boeing, que está atualmente em desenvolvimento, mas sofreu vários atrasos e tem sido criticado em alguns setores como um programa de empregos insuflado. 

Fixada em sua cúpula, estará a cápsula Orion, da qual a Lockheed Martin é a principal construtora. 

Além dessas missões, que serão todas esforços da Nasa, haverá cinco lançamentos carregando os blocos de construção da mini-estação lunar "Gateway", que servirá como um ponto de partida para o pouso na Lua. 

Legenda: Objetivo da Nasa é voltar à Lua até 2024 e preparar a primeira missão tripulada em Marte
Foto: Reprodução

Estes serão realizados entre 2022 e 2024 por empresas espaciais privadas, cujos serviços serão pagos pela Nasa.

"Nós não estamos possuindo o hardware, estamos comprando o serviço", disse Bridenstine sobre o módulo. "O objetivo aqui é a velocidade. 2024 está logo ali"

Ele acrescentou: "Nosso objetivo é, em última análise, passar para Marte e não ficar presos na superfície da Lua".

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo

Assuntos Relacionados