Diretora de escola de Sobral suspeita de racismo contra alunos é indiciada pela Polícia Civil

Conforme as investigações, profissional humilhava os estudantes

Escrito por Redação,

Segurança
close-up da mão de uma jovem negra escrevendo para notebook com livros em casa
Legenda: Raça, cor, tipo de cabelo, orientação sexual e vestimenta eram usados como elementos de agressão
Foto: Shutterstock

Uma diretora de uma escola de ensino médio, em Sobral, foi indiciada pela Polícia Civil por suspeita de cometer os crimes de racismo e constrangimento ilegal. Os atos teriam sido praticados contra alunos da instituição de ensino entre 2013 e 2021, em âmbito escolar.

Os agentes de segurança averiguaram que a profissional supostamente usava da posição de autoridade para humilhar as vítimas, usando elementos como raça, cor, tipo de cabelo, vestimenta e orientação sexual. Os casos aconteceram entre 2013 e 2021. A Polícia Civil concluiu a investigação, na última sexta-feira (1º), e deve apresentar o inquérito ao Poder Judiciário.

A investigação foi instaurada no ano passado, após as vítimas se apresentarem à Delegacia Municipal de Sobral e registrarem formalmente as ocorrências. No decorrer do inquérito, os policiais colheram depoimentos de testemunhas, além da suspeita e das seis vítimas. A partir dos relatos, os agentes de segurança chegaram e constataram a veracidade das denúncias

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As informações podem ser direcionadas para o (88) 3677-4711, o número da Delegacia Municipal de Sobral.

As denúncias podem ser encaminhadas ainda para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, pelo qual podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. O sigilo e o anonimato são garantidos.