Adolescente de 16 anos afirma estar grávida de pastor preso por ocultação de cadáver

Jovem seria uma das pessoas em situação vulnerável acolhidas pelo religioso em Caucaia

Escrito por Redação,

Segurança
Legenda: Antônio José Cardoso Cunha, de 36 anos, foi preso em flagrante na última segunda-feira (8)
Foto: reprodução/Instagram

Uma adolescente de 16 anos foi localizada pela Polícia Civil do Ceará, na terça-feira (9), após afirmar que está grávida do pastor preso na última segunda (8) por ocultação de cadáver. O homem, identificado como Antônio José Cardoso Cunha, teria jogado o filho, fruto de outra relação extraconjugal, em um bueiro na cidade de Caucaia. 

Segundo informações divulgadas pela PC-CE, a jovem relatou viver em situação vulnerável e, assim, teria passado a frequentar a instituição religiosa gerida por Antônio José, que tem 36 anos.

Por conta disso, os dois teriam se envolvido, resultando na gravidez da adolescente, que já estaria com oito meses de gestação. O caso, segundo a Polícia, segue sob investigação por meio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Recém-nascido morto

Por conta de outro caso, o pastor Antônio José Cardoso Cunha e a mãe do bebê assassinado, Jamile Rolim da Silva, de 20 anos, foram presos em flagrante na segunda-feira (8) após o corpo da criança ser encontrado em um bueiro na cidade de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza. 

As apurações sobre os detalhes do crime mostraram que a criança teria sido sufocada e, logo depois, atacada com golpes de garfo pela própria mãe, após uma tentativa de aborto. Um dia depois do crime, a mulher entregou o corpo do menino ao pai da vítima.

Conforme informações do diretor do DHPP, Harley Filho, o caso veio à tona após os agentes receberem a informação de que a mulher foi atendida em um hospital, ao qual se dirigiu machucada após realizar o aborto.

 

Assuntos Relacionados