Embates na base governista devem marcar a eleição na RMF

Em alguns dos maiores colégios eleitorais do Estado, a campanha eleitoral deve ter confronto entre candidatos aliados ao governador Camilo Santana (PT); confira ainda o cenário eleitoral em municípios de outras regiões do CE

A Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) deve representar desafio para o governador Camilo Santana (PT), que terá aliados disputando em várias cidades. 

Em Caucaia, Naumi Amorim (PSD) tenta a reeleição, mas irá concorrer diretamente com o deputado estadual Elmano de Freitas (PT), que tem apoio de Cid e Ciro Gomes. A oposição também não deve estar unida no município, o segundo maior colégio eleitoral do Estado. 

O Pros oficializou a candidatura de Vitor Valim a prefeito, que tem Deuzinho Filho (Republicanos) como candidato a vice. Já o PSDB homologou a chapa formada pela vereadora Emília Pessoa (PSDB) e pelo ex-vereador Silvio Nascimento (Podemos). O professor Rodrigo Santaella (Psol) e o ex-prefeito Zé Gerardo (MDB) também estão na corrida. 

Em Maracanaú, duas chapas são de aliados de Camilo. O PT confirmou candidatura de Daniel Baima, enquanto o Cidadania homologou a chapa encabeçada por Júlio César Filho. Ambos concorrem com a chapa da situação, capitaneada por Roberto Pessoa (PSDB), líder do grupo que governa o município há 16 anos. O professor Carlos Eduardo é o candidato do Psol. 

Em Maranguape, o ex-prefeito Átila Câmara (SD) tenta voltar à chefia em disputa com João Paulo Xerez (PDT), que busca a reeleição. George Valentim (PSB), que tem o apoio do PCdoB, PT e PSDB, também está no páreo. 

Já em Aquiraz, Edson Sá (PDT) vai tentar a reeleição com o apoio do Palácio da Abolição. O atual vice-prefeito Agenor Mota (PSD), que é rompido com o chefe do Executivo, formou chapa com o candidato Bruno Gonçalves (PL) na eleição municipal. 

Polarização na região Norte

Nos municípios com maior colégio eleitoral da região Norte e da Serra da Ibiapaba, a tendência é de polarização entre duas candidaturas para o Executivo Municipal. 

Em Sobral, a situação e a oposição se dividem em duas chapas. Na base, há a coligação que apoia a reeleição de Ivo Gomes (PDT). A oposição, por outro lado, está unida em torno da candidatura de Dr. Oscar Rodrigues (MDB).

Em Camocim, o grupo político do deputado estadual Sérgio Aguiar (PDT) confirmou Elizabete Magalhães, a Betinha, como candidata. No município, o MDB também tem chapa de oposição, com Euvaldete Ferro. 

Em Itapipoca e Viçosa do Ceará, os atuais prefeitos irão tentar se reeleger. Na primeira, o prefeito João Barroso (PSDB) busca a reeleição contra Felipe Pinheiro, do PT. Em Viçosa, por outro lado, o atual prefeito Zé Firmino (MDB) deve enfrentar dois adversários: o ex-prefeito Divaldo Soares (PDT) e Max Mapurunga, do Pros. 

Os eleitores de Tianguá, que tiveram eleição suplementar ainda em 2019, voltam às urnas para escolher o novo prefeito. O prefeito Luiz Menezes (PSD) concorre com Dr. David Alves (PSB). 

Fragmentação em cidades do Cariri

Terceiro maior colégio eleitoral do Ceará, Juazeiro do Norte terá uma eleição concorrida. O atual prefeito, Arnon Bezerra (PTB), tenta um feito inédito no município: a reeleição. Na disputa pelo Executivo municipal estão Glêdson Bezerra (Podemos), o deputado estadual Nelinho de Freitas (PSDB), a ex-deputada estadual Ana Paula Cruz (PSB) e o jornalista Demontieux Fernandes (Psol). 

No Crato, o cenário é menos complicado do que na cidade vizinha. O atual prefeito Zé Ailton Brasil (PT) tenta a reeleição. Ele terá como adversários a professora universitária Zuleide Queiroz (Psol), o médico Aloísio Brasil (Pros) e Arthur Gomes de Matos (PSL).

Em Barbalha, o prefeito Argemiro Sampaio (PSDB) também tenta a reeleição. Serão candidatos ainda Guilherme Saraiva (PDT) e Expedito Júnior (Cidadania).

Já Brejo Santo é governada pelo grupo dos Landim há 32 anos. Neste ano, a ex-deputada Gislane Landim (PDT) tenta manter a Prefeitura contra Eusébio Ferreira (PT).

Em Mauriti, a disputa será entre Dr. Sávio Martins (DEM), Isaac Júnior (PT) e Professor Felizardo (Pros).

Busca por reeleição nos sertões

As cidades com maior eleitorado dos sertões dos Inhamuns e Central terão candidatos à reeleição. Todos pertencem à base do governador Camilo Santana (PT). 

Em Quixeramobim, serão pelo menos três candidaturas aliadas ao Palácio da Abolição. O atual prefeito Clébio Pavone (PP) tenta reeleição. Na oposição, estão o ex-prefeito Cirilo Pimenta (PDT) e Pedro Coelho 
(PT), além de Marcos Rogério (Pros).

Atual prefeito de Quixadá, Ilário Marques (PT) também vai tentar a reeleição no município. Concorrem com ele Ricardo Silveira (PSD), Cezar Augusto (MDB), Marcelo Costa (PSB), Cícero Freitas (Rede) e Sérgio Onofre (Cidadania).

O atual prefeito de Canindé, Rosário Ximenes (DEM), é outro que quer retornar ao cargo. Um dos principais adversários dele é Luís Damião (PL). Também se lançaram como candidatos Higino Luís Barros de Mesquita (MDB), Berg Sousa (PCdoB) e Irineu de Freitas (PMB).

Já no município de Crateús, Marcelo Machado (SD) tenta reeleição contra Sargento Borges (Pros), Paulo Giovanni (Psol) e Reginaldo Karkará (PV).

Em Tauá, o atual prefeito Fred Rêgo (DEM) tenta reeleição. Ele concorre com Patrícia Aguiar (PSD). Ambos são aliados ao governador. A disputa local terá ainda Rildo Dantas (Republicanos), Edyr (PP) e Samuel Marques (Avante), além de Amauri Filho (PSL). 

Centro-Sul: decisão no fim do prazo

Três candidatos aliados ao Governo do Estado disputam a Prefeitura de Iguatu. O prefeito Ednaldo Lavor (PSB) busca a reeleição e os deputados estaduais Agenor Neto (MDB) e Marcos Sobreira (PDT) estão na corrida da sucessão municipal. O empresário Augusto Correia Lima (PMN) e o ex-vereador Jarim (PMB) também são colocados como candidatos.

A cidade histórica de Icó é a segunda com maior número de eleitores na região. A prefeita Laís Nunes (PDT) busca a reeleição. A oposição está dividida entre dois candidatos ao Executivo: o ex-prefeito Jaime Júnior (PSD) e o empresário Marcelo Torres (Solidariedade).

Em Acopiara, a disputa está polarizada e repete candidaturas de 2016. O prefeito Antônio Almeida (MDB) busca a reeleição e o médico Vilmar Félix (PDT) tenta pela terceira vez o cargo majoritário municipal.

Na cidade de Cedro, o prefeito e presidente da Aprece, Nilson Diniz (PDT), apresentou como candidato à sua sucessão, o atual vice-prefeito, empresário, Joãozinho de Titico (PDT). Ele irá enfrentar o médico Rodrigo Araújo (PP), o ex-vereador Heberton Sales (Bel de Assilvan), do DEM, e o policial civil Nipônico Bezerra (Avante).
Em Jucás, disputam a Prefeitura o empresário Édson Riva Cunha (PDT), o médico Roberto Mendonça (PSB) e Sales Ribeiro (PRB).

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política

Assuntos Relacionados