CPI do Desmonte programa encerramento

Escrito por Redação,

Política
O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito que apura a dilapidação do patrimônio público em municípios cearenses, deputado Francisco Aguiar (PPS), anunciou ontem que pretende concluir os trabalhos da Comissão até o final do mês de agosto. Desta forma, ele permaneceria na Assembléia até a elaboração do relatório final da CPI do Desmonte, não sendo portanto necessária a sua substituição. Aguiar foi indicado para o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios, no dia 1° de julho, mas sua nomeação ainda não foi assinada pelo governador Lúcio Alcântara

Após a nomeação, Aguiar terá um prazo de trinta dias para renunciar ao mandato de deputado estadual e assumir a vaga no TCM, que foi aberta a partir da aposentadoria compulsória do conselheiro Airton Maia Nogueira. Conforme expectativa do próprio parlamentar, a nomeação deve acontecer no início de agosto. Ele fez um balanço positivo dos trabalhos da Comissão durante o recesso parlamentar, que se reuniu nas três primeiras terças-feiras de julho e viajou no dia 20, para os municípios de Canindé e Caridade. Por solicitação dos deputados, não houve reunião ontem.

Ao destacar que a Comissão tomou diversos depoimentos, dentre eles, os de ex-gestores e atuais secretários da Capital, Aguiar classificou como ´intensa´ a atividade´ em julho. O presidente da CPI disse que não será necessária a utilização da Polícia para garantir o depoimento da ex-prefeita de Campos Sales, Ana Maria Figueiredo. Ela procurou a secretaria da CPI e marcou seu depoimento para o dia 9 de agosto. O mesmo aconteceu com o ex-prefeito de Reriutaba, Carlos Roberto Aguiar, que prestará depoimento no dia 4 de agosto.