Multimodalidade e eficiência logística

A navegação costeira possui hoje baixa participação na matriz de transporte brasileira, com apenas 13% de representatividade, segundo estudo do Instituto Ilos

Escrito por Fabian Lavaselli ,
Diretor Comercial e de Atendimento ao Cliente da Norcoast
Legenda: Diretor Comercial e de Atendimento ao Cliente da Norcoast

No âmbito logístico, a eficiência operacional refere-se à habilidade de uma empresa em fornecer produtos ou serviços aos clientes de forma mais econômica, sem comprometer a qualidade. No entanto, essa eficiência não deve ser encarada apenas como uma questão de redução de custos, mas sim como uma estratégia que pode conferir uma vantagem competitiva sustentável às empresas. Balancear os tipos de transporte é essencial para otimizar custos, tempo de entrega, diminuir o desgaste nas infraestruturas de transporte e reduzir o impacto ambiental.

Cada modal tem características específicas que, quando combinadas, oferecem soluções eficientes e sustentáveis. Em um país de dimensões continentais como o Brasil, a multimodalidade precisa ser incentivada para aumentar a competitividade da indústria brasileira e impulsionar o crescimento econômico do país.

A navegação costeira possui hoje baixa participação na matriz de transporte brasileira, com apenas 13% de representatividade, segundo estudo do Instituto Ilos. Isso pode ser atribuído a diversos fatores, como a falta de investimentos na infraestrutura portuária e também ao pouco conhecimento sobre as vantagens do uso deste modal. É fundamental promover uma mudança cultural nas companhias que estão acostumadas ao uso do transporte rodoviário, apesar de não ser sempre o modal mais econômico ou ambientalmente adequado. É trazer mais conhecimento ao mercado sobre os benefícios da navegação costeira e oferecer incentivos para as empresas que optarem por usar esta alternativa.

Além de ser economicamente mais vantajoso, especialmente para cargas de grande volume ou peso, o transporte marítimo é mais seguro e gera menos impacto ambiental quando comparado a outros modais, pois emite 4 vezes menos gases de efeito estufa, segundo o Observatório do Clima. E ainda contribui na redução do congestionamento nas rodovias, já que para cada navio transportando carga são dezenas de caminhões fora das estradas.

Todos esses pontos trazem oportunidades para o crescimento da cabotagem, para que transporte cada vez mais mercadorias, contribuindo como agente ativo na construção de um desenvolvimento econômico sustentável para o país.

Conceição Martins é advogada
Conceição Martins
14 de Julho de 2024
Jornalista e senador constituinte
Mauro Benevides
11 de Julho de 2024
Jornalista
Gilson Barbosa
07 de Julho de 2024