Brasil no comando do G-20

Escrito por Mauro Benevides ,
Jornalista e senador constituinte
Legenda: Jornalista e senador constituinte

O Brasil assumirá, nesta sexta-feira, a presidência do G-20 (integrado pelas maiores economias do mundo), o que ensejou reunião do presidente da República com ministros e os chefes dos outros Poderes, tudo objetivando traçar metas para o período de 12 meses em que nossa Nação estará à frente do conclave global.

Ao assumir o comando do grupo, que reúne os 20 países economicamente mais portentosos do planeta, o presidente Lula da Silva anunciou a criação de duas forças-tarefa que atuarão durante o comando do Brasil no importante organismo internacional, sendo uma destinada ao combate à fome e as desigualdades entre os povos, e a outra para mitigar os efeitos advindos das mudanças climáticas.

Ao discursar no encerramento do evento, o nosso Primeiro Magistrado, mais uma vez, foi coerente, já que abordou temas que se tornaram itens prioritários do seu projeto governamental, sobretudo em relação às ações que visam amparar os segmentos sociais mais suscetíveis a vulnerabilidades, segundo ele, no atual contexto, “não sendo mais explicável que num mundo tão rico, tanta gente ainda passe fome".

Não remanescem dúvidas de que são assuntos inquestionavelmente relevantes, que devem ser tratados não só a nível de governo, mas por todas as esferas do poder público, daí a importância da participação no aludido encontro dos presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco, da Câmara dos Deputados, Arthur Lira e do Supremo Tribunal Federal, Luiz Roberto Barroso, consubstanciando uma agregação de esforços com vistas a enfrentar os desafios mais urgentes reclamados pela nacionalidade.

Tais discussões também devem passar a compor a agenda de trabalho dos gestores municipais, notadamente quando os partidos já se encontram em plena articulação, a fim de escolher aqueles que disputarão os cargos de prefeito e vereador, na competição a ser levada a efeito em outubro do ano entrante.

O Congresso Nacional, como não poderia deixar de ser, terá importância fundamental para concretizar as medidas então anunciadas, tendo em vista que qualquer matéria envolvendo relações exteriores necessita de respaldo do Poder Legislativo.

Como o antigo adágio, dir-se-ia que “a união faz a força...”.

Mauro Benevides é jornalista e senador constituinte

Renata Fernandes é diretora da Associação Fortaleza Azul (FAZ) e mãe de autista
Renata Fernandes
02 de Março de 2024
Flaviana Lopes dos Santos é analista de ativos e configuração da Golden Cloud
Flaviana Lopes dos Santos
02 de Março de 2024
Jornalista e senador constituinte
Mauro Benevides
29 de Fevereiro de 2024
José Luiz Medrado é gestor comercial da MRV no Ceará
José Luiz Medrado
29 de Fevereiro de 2024
Robinson de Castro é presidente do Grupo Controller
Robinson de Castro
28 de Fevereiro de 2024
Alessandra Augusto é psicóloga
Alessandra Augusto
27 de Fevereiro de 2024
Jornalista. Analista Judiciário (TRT7) e Mestrando em Direito (Uni7)
Valdélio Muniz
26 de Fevereiro de 2024
Marcos Venício é gerente de marketing do Centro Fashion
Marcos Venício
25 de Fevereiro de 2024
Val Freitas é sócia da Repense Financeira
Val Freitas
24 de Fevereiro de 2024