Vina dedica gol e vitória à torcida alvinegra que o apoiou

Meia marca seu primeiro gol na temporada diante do Jorge Wilstermann no Castelão pela Sul-Americana e agradece apoio do torcedor

Vina comemora gol com os braços para o alto
Legenda: Vina é um dos destaques do Ceará desde a temporada de 2020
Foto: Thiago Gadelha / SVM

O meia Vina foi um dos destaques do Ceará na vitória de 3 a 1 sobre o Jorge Wilstermann no Castelão, na estreia do clube na Copa Sul-Americana, marcando o 3º gol do Vozão. Ao balançar as redes no fim do jogo, driblando o goleiro adversário, Vina se emocionou. Foi seu 1º gol em 2021, após 6 partidas sem marcar, jejum que já o incomodava.

Eleito o melhor jogador da partida pela Conmebol, organizadora da Sul-Americana, Vina falou depois do jogo para a TV da entidade e dedicou o gol para o torcedor do Ceará, que o apoiou mesmo em um momento difícil na temporada. 

"Quero dedicar a toda torcida que me apoiou nesse momento sem fazer gol. Confesso que era mais uma cobrança interna, do que de fora para dentro, mas me cobro bastante. Eu quero sempre ajudar da melhor maneira possível, estava vindo em uma evolução bacana e fui coroado com o gol".

Ouça o CearáCast

Powered by RedCircle

Em seguida, Vina lembrou as hashtag de apoio que o torcedor criou para ele: "#FechadosComVina".

"Sou um jogador que escolhi estar aqui, o Ceará também me escolheu, a torcida toda me escolheu. Hoje em especial quero dedicar à torcida que fez até uma hashtag me apoiando. Eu me sinto muito apoiado, e quando entrar em campo quero representar o torcedor da melhor maneira possível".

Coletivo

Por fim, Vina admitiu que, pela fase complicada, preferiu deixar que Mendoza - outro destaque do Vovô no jogo - bater um pênalti, colocando o coletivo na frente do individual. Vina já havia perdido duas penalidades em 2021, uma contra o Botafogo/PB e outra no sábado passado diante do Sampaio Corrêa. 

"Tem que ter a consciência de quando as coisas não estão entrando. Como foi o pênalti, que preferi não bater e  deixar para companheiros. Eu sempre digo que o mais importante é sempre o Ceará", finalizou ele.

Confira entrevista

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte