Vojvoda comenta planejamento para 2022 e revela intenção de permanecer no Fortaleza; veja coletiva

O comandante leonino ainda elogiou o grupo de jogadores, os tratando como "protagonistas" da campanha tricolor

Vojvoda comemora e é cumprimentado por membro da comissão técnica
Legenda: Juan Pablo Vojvoda comandará o Fortaleza em 2022
Foto: Kid Júnior / SVM

O técnico argentino Juan Pablo Vojvoda concedeu entrevista coletiva à imprensa nesta quarta-feira (8), no retorno dos profissionais da comunicação ao Centro de Excelência Alcide Santos, no Pici.

Com Libertadores em disputa na próxima temporada, o planejamento do Fortaleza Esporte Clube será baseado nos objetivos da diretoria. E o desenvolvimento passa pela permanência de Juan Pablo Vojvoda, que iniciará conversas com a cúpula tricolor após a finalização da Série A do Campeonato Brasileiro, nesta quinta-feira (9).

"Minha estadia no Fortaleza, considero um balanço geral, e foi muito boa. Essa é a minha intenção e do Marcelo Paz, finalizar essa temporada e depois recomeçar esse diálogo muito fluido. A partir daí estará muito claro nos próximos dias. Não há nada do que esconder, mas o foco é o próximo jogo, focamos no jogo contra o Bahia, fechamos e começamos a resolver essa situação."

"O planejamento do próximo ano, a diretoria está focada nisso. Primeiro temos que fazer o balanço do que aconteceu em 2021 e depois analisar os objetivos que a diretoria e o treinador têm. A diretoria é responsável e sempre pensa no melhor para o clube, e também atua buscando o melhor para o clube. A diretoria está trabalhando no planejamento de 2022, eu sou sincero, e eu estava trabalhando muito no encerramento de 2021, encerramos amanhã. Nossos objetivos serão comunicados no devido tempo", concluiu o argentino.

Protagonistas

O comandante leonino ainda elogiou o grupo de jogadores, os tratando como "protagonistas" da campanha tricolor, e reconheceu méritos próprios ao adaptar características do elenco baseando-se nos seus conceitos.

"Não é falsa humildade, mas sempre digo que os principais protagonistas são os jogadores e o que eles fazem em campo. Eles colocaram em prática minhas ideias. Muitas vezes mudamos jogadores, às vezes vai bem e às vezes não, os jogadores adotaram as ideias. O treinador tem sua responsabilidade, não sei em porcentagem. O melhor poder que o treinador tem é de poder adaptar as características dos jogadores a sua ideia de jogo. Eu tenho uma ideia de jogo."

"Será que esse elenco pode fazer a ideia que eu pretendo? Comecei a olhar o treino. Vamos colocar o Crispim por esse lado, o Bruno Melo pode jogar aqui, agora com linha de três com o Tinga ou com linha de quatro. São as funcionalidades dos jogadores. Estou em um país como o Brasil, onde os jogadores sabem jogar. Toda pessoa do Brasil sabe jogar futebol. Para o treinador é muito mais fácil. Gosto muito da tática, da estratégia, porém se não tiver jogador inteligente, não serve de nada. Aqui eu encontrei muitos bons jogadores, com cabeças abertas para incorporar os conceitos.", completou Vojvoda.

Acompanhe a coletiva de Vojvoda na íntegra

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte