Nelson Piquet repete fala racista e é homofóbico com Hamilton; veja novo trecho de vídeo

Ex-campeão brasileiro pode ser proibido de acessar paddock da Fórmula 1

Imagem mostra homem falando
Legenda: Nelson Piquet repete ofensas racistas contra Hamilton.
Foto: Joe Klamar/AFP

Além de se referir a Lewis Hamilton usando o termo racista 'neguinho' mais de uma vez, o ex-piloto Nelson Piquet também foi homofóbico com o heptcampeão mundial de Fórmula 1. As declarações são de novembro de 2021, em entrevista ao jornalista Ricardo Oliveira. No entanto, o material só veio à tona na última segunda-feira e mais um trecho foi divulgado pelo site 'Grande Prêmio' nesta quinta-feira (30). 

Piquet cometou sobre o acidente entre Max Verstappen e o piloto britânico, no Grande Prêmio de Silverstone, em 2021. Em dado momento, ele é perguntado sobre a temporada de 1982, vencida por Keke Rosberg. 

Nelson Piquet afirmou que o campeão 'era um bosta' e o comparou com o filho, Nico Rosberg, que levantou a taça da Fórmula 1 em 2016.

"O Keke? Era um bosta, não tinha valor nenhum. É que nem o filho dele [Nico]. Ganhou um campeonato. O 'neguinho' devia estar dando mais c* naquela época, aí tava meio ruim", disse Nelson Piquet.

Hamilton se pronunciou nas redes sociais para refutar o comentário racista do ex-piloto brasileiro. O caso repercutiu o mundo. 

"É mais do que linguagem. Essas mentalidades arcaicas precisam mudar e não têm lugar no nosso esporte. Fui cercado por essas atitudes e alvo de minha vida toda. Houve muito tempo para aprender. Chegou a hora da ação", disse Lewis.

Em nota à imprensa, Piquet chegou a pedir desculpas pela situação, dizendo que não teve a intenção de ofender o piloto britânico. No entanto, após grande repercussão negativa, o ex-piloto brasileiro e campeão da Fórmula 1 deve ser proibido de acessar o paddock.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados