Guto Ferreira defende escalação do Ceará contra Ferroviário mesmo com derrota: "Foi competitiva"

Treinador do Ceará destacou que equipe que entrou em campo foi competitiva e perdeu para o Ferroviário nos detalhes

Técnico Guto Ferreira, do Ceará, caminhando na beira do gramado do Castelão
Legenda: O técnico Guto Ferreira tem contrato com o Ceará até dezembro de 2021
Foto: Thiago Gadelha / SVM

O técnico Guto Ferreira defendeu o planejamento do Ceará ao escalar uma equipe totalmente modificada em relação aos dois primeiros jogos na temporada 2021. Mesmo com a derrota para o Ferroviário por 2 a 1 na estreia do Campeonato Cearense, na abertura da 2ª Fase, o treinador destacou que a equipe foi competitiva e faz parte de um planejamento que não pode ser abandonado, sob risco do clube "pagar" lá na frente. 

"Escalamos a equipe conforme o momento, não só em relação ao campeonato, como em relação ao futuro. Porque se não daqui a pouco estaremos escalando a mesma equipe em todos os jogos e fizemos um plantel grande para que isso não acontecesse, porque lá na frente vai faltar. Tivemos uma equipe que teve pela primeira vez, exceto o Kelvin, jogou 90 minutos. O planejamento é colocar sempre um time competitivo e a equipe foi competitiva para a realidade deste momento. Eu podia ter perdido ou ganho com a equipe que está jogando a Copa do Nordeste. E já tem jogo sábado. Então, temos que ter muita traquilidade e ir administrando para colher lá na frente", explicou o treinador.

Especificamente sobre a derrota, Guto destacou que sua equipe errou em detalhes, mesmo sendo superior em partes do jogo.

"Enfrentamos uma equipe que fazia seu 8º jogo. A gente vem de uma parada e eles em atividade. Então, estão na nossa frente. Eles jogaram bem, não erraram tanto nos detalhes e nós erramos. Em alguns momentos da partida fomos melhores do que eles, mas erramos em lances capitais do jogo, por isso perdemos".

Estreantes

Sobre os estreantes - o goleiro João Ricardo, o zagueiro Jordan e o atacante Jael, o treinador elogiou o trio. 

"Eles não estavam 100% mas o jogo é tambem trabalho de melhoria da condição deles. Os três fizeram um bom jogo dentro das condições que estão. O João é tranquilo, joga bem com os pés, é um goleiro seguro, é bom na saída de bola e fez intervenções importantes. O Jordan ainda é um menino, ainda tem um impeto de matar a jogada e se prejudicou na expulsão. O Jael, trabalhou bem, mostrou presença de área, é dificil de ser marcado e fez um gol que foi anulado sem eu entender o porque. Ele ainda vai melhorar e nos ajudar muito"

Confira a Coletiva de Guto

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte