Grêmio conclui venda de atacante Everton Cebolinha para o Benfica

Negociação foi próxima de 22 milhões de euros (R$ 140 milhões). Fortaleza aguarda o anúncio oficial para se pronunciar

Legenda: Everton vai atuar na Europa sob comando do técnico Jorge Jesus
Foto: Lucas Uebel / Grêmio

O atacante Everton 'Cebolinha' foi vendido pelo Grêmio ao Benfica, de Portugal. Segundo o GE, uma reunião nesta sexta-feira (7) concluiu o acordo em negociação de 22 milhões de euros (R$ 140 milhões). Como revelou o atleta, o Fortaleza possui 10% dos direitos econômicos do jogador, o que garante R$ 14 mi, mas a diretoria aguarda a oficialização da venda para se manisfestar.

Além do Leão, o Grêmio possui 50%, com o restante dividido entre o empresário Gilmar Veloz (30%) e o investidor Celso Rigo (10%). O Diário do Nordeste apurou que houve contato entre os clubes brasileiros ao longo da semana para acertar detalhes do repasse do dinheiro ao Tricolor.

A última partida de Everton pelo Grêmio foi a final do Campeonato Gaúcho contra o Internacional, na quarta (5), quando participou dos gols do título. Pelo time, o atacante conquistou Copa do Brasil (2016), Libertadores (2017), Recopa (2018) e mais dois Estaduais (2018 e 2019).

Acordo da diretoria

Natural de Maracanaú, o cearense foi vendido pelo Fortaleza ao Grêmio em 2013, sem atuar no profissional, por R$ 300 mil. Em 2017, conselheiros e diretores do clube firmaram um acordo para repassar parte do valor que o time iria receber em uma futura venda para pessoas que contribuíram com as finanças da instituição.

Da lista de beneficiados, o único nome conhecido é o senador Luis Eduardo Girão, que foi eleito presidente do clube naquela ano e vai receber R$ 6,7 milhões. A medida foi firmada quando a equipe estava na Série C do Brasileiro e tinha dívidas para quitar, incluindo os salários de parte do elenco.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de esporte?


Avatar
Tom Barros 23 de Setembro de 2020