Espaço "Academia da Vida" em shopping vai converter quilômetros percorridos em alimentos doados

Espaço foi inaugurado nessa quinta-feira (22) e já contou com vários atletas solidários

Legenda: A ação também faz parte da campanha de divulgação da Meia Maratona Uniforça
Foto: Foto: JL Rosa / SVM

Uma corrida pela vida. Sem pódio ou medalhas, o que está em jogo é o gesto nobre de ajudar ao próximo no piso L1 do Shopping RioMar Fortaleza. Quem chegar ao espaço de 228m² vai se deparar com 5 esteiras perfiladas para a prática esportiva gratuita. A missão é simples e a recompensa imediata: a cada 1 km percorrido pelo participante, um quilo de alimento não perecível doado.

O montante arrecadado será destinado ao Lar Amigos de Jesus, instituição criada em 2009 que atende crianças e adolescentes portadores de câncer e outras enfermidades prolongadas residentes no Estado do Ceará. Unindo saúde e solidariedade, a ação, denominada Academia da Vida, foi lançada ontem e segue aberta até o dia 10 de novembro, entre 10h e 22h.

Para o educador físico André Mota, um dos organizadores do movimento, aceitar o desafio também é uma forma de reduzir o estresse do cotidiano e também mobilizar a sociedade para a solidariedade. "A sociedade está se mobilizando. Os blogueiros querendo marcar o dia inteiro. Base Aérea querendo marcar o dia inteiro. As próprias assessorias esportivas querendo fazer. A gente vai conseguir arrecadar uma quantidade grande de alimentos", analisou.

A ação também faz parte da campanha de divulgação da Meia Maratona Uniforça, uma das maiores provas de corrida de rua da Capital. Chegando na 3ª edição, o evento está marcado para o dia 10 de novembro e aguarda 7 mil competidores, entre as modalidades disponíveis de 2 Km, 5 Km, 10 Km e 21 Km.

Presença

Participante assíduo, o atleta cearense Rafael Leitão garantiu presença diária na Academia da Vida e reforçou o caráter humanitário que o esporte pode apresentar. "A gente fazer uma boa ação, a pessoa se sente muito bem. Imagine uma boa ação nesse porte. A pessoa ter a condição de fazer uma atividade física e ainda colaborar com quilo de alimento para as crianças. Impressionante como isso daí as pessoas que treinam estão motivadas a correr vários e vários quilômetros para ajudar de alguma maneira, com força de vontade, com tênis no pé ali, sobe na esteira e tentar fazer o mínimo de todas as formas. É fantástico", avaliou o atleta, que não escondeu a alegria de participar da ação.