Conheça a história de Vitória Kaissa, cearense convocada para a Seleção Brasileira Sub-20

Nascida no bairro Ancuri, em Fortaleza, a lateral esquerda agora faz sucesso no Palmeiras e promete ser um dos grandes nomes do futebol feminino

Legenda: Nascida em Fortaleza, Vitória é a atual lateral-esquerda do Palmeiras
Foto: Fabio Menotti/SE Palmeiras

A cearense Vitória Kaissa, de 19 anos, é uma das 23 atletas da Seleção Brasileira Feminina Sub-20 para a preparação em Pinheiral (RJ), entre 23 de novembro a 1 de dezembro, com atividades focando a disputa da fase final do Campeonato Sul-Americano, em janeiro de 2021, na Argentina. A atleta é atual lateral-esquerda do Palmeiras, pelo qual conquistou a Copa Paulista feminina de 2019, ano em que chegou ao clube.

Nascida em Fortaleza, na Vila Itataia, a defensora foi revelada em 2017 pela equipe Anjos do Céu, do bairro Ancuri, da 3ª divisão estadual. No ano seguinte, passou pelo São Gonçalo e pelo Tiradentes antes de ir para Brasília, onde defendeu o Cresspom. No Verdão desde o ano passado, Vitória se destacou no sub-18 e subiu para o time principal. Na atual temporada, marcou três gols em 21 partidas, sendo 14 como titular. A atleta conversou com o Diário do Nordeste sobre a grande fase, a convocação para defender a camisa canarinha e sobre seu futuro no futebol.

Vitória, como foi a sua trajetória desde o início, aqui no Ceará?

Minha trajetória no futebol, ainda no Ceará, não foi fácil. Passei por vários projetos, mas que não tinham muito apoio e nem visibilidade, então acabei saindo do Ceará bem nova, até chegar em Brasília. Participei de competição, quando consegui me destacar e aí ganhei uma chance na base do Palmeiras, até chegar no profissional. Sou muito grata por todas as oportunidades que recebi.

Como foi a adaptação no Palmeiras e na nova cidade?

A minha principal dificuldade foi ter que ficar longe da minha mãe, dos meus irmãos. Claro que a família faz muita falta. Sobre a adaptação no Palmeiras, foi um pouco difícil o processo de transição, mas acho que por conta da idade, pela falta de experiência. Eu acabei me adaptando, sim, também à cidade de Vinhedo, mas claro que a gente sempre prefere nossa terrinha, o Ceará.

Como foi a chegada da notícia da convocação? E qual foi sua reação?

Eu recebi a notícia sobre a convocação de um diretor do clube. Eu estava em casa e foi um momento mágico. Foi uma sensação de muita felicidade. É até difícil de explicar.

Quais as expectativas para sua participação e para as competições que a Seleção vai jogar?

A expectativa é sempre a melhor, né? Toda atleta sonha com isso. Eu espero aproveitar e dar o meu máximo, usar o bom trabalho da comissão técnica e contribuir com o elenco.

A longo prazo, onde você se enxerga no futebol?

Acho que toda atleta sonha em um dia jogar na Europa, claro, mas no momento minha cabeça está 100% em ajudar e dar o meu melhor para o Palmeiras, e durante a convocação, para a Seleção.

Como você enxerga o futebol feminino brasileiro nos últimos anos?

O futebol feminino vem numa crescente muito grande no nosso País. Eu fico muito feliz em poder desfrutar desse momento que vivemos na categoria. Espero que sigamos nesse caminho e quero cada vez mais contribuir como for possível para o crescimento da modalidade no Brasil.

No Verdão desde o ano passado, Vitória se destacou no Sub-18 e subiu para o time principal. Na atual temporada, marcou três gols em 21 partidas, sendo 14 como titular, chamando a atenção da Seleção Brasileira

A lateral Vitória Kaissa foi revelada em 2017 pela equipe Anjos do Céu, do bairro Ancuri, da 3ª divisão cearense

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte