Com demissão de Renato, Guto fica atrás apenas de Lisca como técnico mais longevo da Série A

O comandante tem contrato com o Ceará até o fim de 2021

Guto Ferreira, de máscara, conversando com o elenco do Ceará
Legenda: O técnico Guto Ferreira está no Ceará desde a temporada de 2020
Foto: Israel Simonton/Cearasc.com

Após a saída de Renato Gaúcho do Grêmio, o técnico Guto Ferreira no Ceará se tornou o segundo trabalho mais longevo dentre os participantes da Série A. No clube há mais de um ano, o profissional foi o primeiro a iniciar e encerrar a 1ª divisão na era dos pontos corridos pelo Vovô.

No período, conquistou o título da Copa do Nordeste e uma vaga para a Sul-Americana. Também alcançou as quartas da Copa do Brasil e ficou em 11º colocado do Brasileirão, o melhor representante nordestino na tabela de classificação.

Pelo intervalo de tempo, o comandante fica atrás apenas de um velho conhecido da torcida alvinegra: Lisca. Apesar da alcunha de ‘doido’, o treinador está no América-MG desde janeiro de 2020, conseguindo o acesso à elite nacional.

No fim, o processo externa a confiança da diretoria do Ceará em Guto. Desejo antigo da gestão, chegou para substituir Enderson Moreira em março e precisou enfrentar um período longo de atividades remotas por conta da pandemia de Covid-19. Na atual temporada, renovou contrato até dezembro.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte