Camilo reforça que não há previsão para retorno de jogos de futebol no Ceará

Governador utilizou as redes sociais para ressaltar que partidas não serão retomadas no dia 6 de julho

Legenda: Camilo Santana nega retorno dos jogos de futebol no dia 6 de julho
Foto: Thiago Gadelha / SVM

O governador Camilo Santana (PT) se pronunciou sobre o retorno dos jogos de futebol no Ceará durante a pandemia de Covid-19 e reiterou que não há uma previsão para a autorização. O anúncio foi realizado neste sábado (27), através das redes sociais, e também envolveu a possibilidade de retomada das aulas presenciais.

"Sobre a informação do retorno de jogos de futebol para 6 de julho, isso não está, sequer, sendo considerado pelo Estado. Não procede. O mesmo vale para datas divulgadas de retorno de aulas presenciais. Não há nenhuma data definida. Tudo será feito com critério e responsabilidade", publicou.

A posição surge após o secretário de Esporte e Juventude do Estado do Ceará (Sejuv), Rogério Pinheiro, ressaltar a possibilidade de partidas do Campeonato Cearense serem retomadas no início de julho. A fala ocorreu durante participação do titular no programa Conexão SVM, exibido nesta sexta-feira (26).

O debate é motivado por um movimento de clubes e da Federação Cearense de Futebol (FCF) em antecipar o regresso da competição. Com protocolo de saúde rígido e um cenário de flexibilização do isolamento social para treinos presenciais desde o dia 1º de junho, há a expectativa dos times de que o futebol seja contemplado na fase 3 do plano estadual de reabertura da economia - atualmente, a Capital está na etapa 2.

Plano de reabertura

Para o avanço das fases, os critérios adotados são: ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), número de casos confirmados do novo coronavírus e índice de óbitos. Os quesitos precisam apresentar movimento decrescente para uma nova etapa ser instaurada - são quatro e cada uma envolve mais cadeias produtivas livres para atuar, sempre com 14 dias de análise. Se a queda não se confirmar, os processos de reabertura estacionam ou retrocedem.

Caso todas as etapas sejam cumpridas no tempo listado, a retomada completa da economia duraria 63 dias. O ciclo seria encerrado no dia 30 de julho, com a conclusão das fases de forma sequencial.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte