Bolívar ou Junior Barranquilla: qual o melhor adversário para o Ceará na Sul-Americana?

Duelo decisivo acontece nesta quinta-feira (15), às 21h30, na Colômbia. Equipe boliviana venceu a primeira partida por 2 a 1 e joga pelo empate

Legenda: No duelo de ida pela 3ª fase da Pré-Libertadores, vitória do Bolívar por 2 a 1 na altitude de La Paz.
Foto: Divulgação/Bolívar

 Nesta segunda-feira (12) o Ceará conheceu a data que irá estrear na Copa Sul-Americana 2021. Diante do Jorge Wilstermann, na Arena Castelão, o Vovô voltará a disputar uma competição internacional após 10 anos.

Porém, o grupo C, no qual o Ceará foi sorteado, ainda há indefinição. O último classificado sairá do duelo entre Bolívar (BOL) e Junior Barranquilla (COL), que disputam uma vaga na Libertadores, através da 3ª fase da Pré-Libertadores.

No primeiro confronto entre as duas equipes, triunfo dos bolivianos por 2 a 1. O jogo da volta acontece nesta quinta-feira (15), às 21h30, no Estádio Metropolitano Roberto Melendéz, na Colômbia.

Legenda: O Bolívar é um dos principais times do futebol boliviano
Foto: divulgação / Bolívar

Bolívar – a altitude como trunfo

O Bolívar disputou três jogos internacionais até o momento pela Pré-Libertadores. Diante do Montevideo Wanderers, do Uruguai, a equipe comandada por Natxo González goleou por 5 a 0 na altitude. Antes, havia perdido o confronto da ida por 1 a 0.

A altitude é o ponto forte da equipe boliviana contra equipes de outros países. Contra o Junior Barranquilla, no Estádio Hernando Salles, localizado a 3.637 metros do nível do mar, vitória sobre os colombianos.

No campeonato nacional, por sua vez, o Bolívar é o atual 7° colocado. Foram três jogos, duas vitórias e apenas uma derrota, contra Guabirá Montero.

Legenda: Estádio Hernando Siles, casa do Bolívar, está localizado a 3.637 metros do nível do mar. É considerado um dos estádios profissionais mais altos do mundo
Foto: FRANCK FIFE/AFP

Junior Barranquilla – experiência internacional

Outro possível adversário do Ceará na Copa Sul-Americana é o Junior Barranquilla, da Colômbia. Nove vezes campeão do Campeonato Colombiano e atual campeão da Superliga da Colômbia, a equipe comandada por Luis Amaranto Perea tem vasta experiência em competições internacionais.

Na temporada passada, disputou a Taça Libertadores e a Copa Sul-Americana, caindo nas quartas de final para a surpresa da competição: Coquimbo Unido, do Chile.

Em 2021, a equipe colombiana disputou 22 partidas entre campeonato nacional e Pré-Libertadores. Foram 18 partidas pelo Campeonato Colombiano, obtendo 8 vitórias, cinco empates e cinco derrotas, ocupando, assim, a 7ª colocação. No torneio internacional, duas vitórias sobre o Caracas na fase preliminar da Taça Libertadores.

Melhor cenário para o Ceará

O mês de abril será de disputas paralelas para o Ceará. Com as fases finais da Copa do Nordeste, caso a equipe de Guto Ferreira avance até a final, e a Sul-Americana sendo disputadas semanalmente.

Ao comentar sobre a chave do Ceará no torneio internacional, o presidente Robinson de Castro demonstrou preocupação ao ter que fazer duas viagens para jogar na altitude, tendo em vista que o Alvinegro de Porangabuçu enfrentará o Jorge Wilstermann, da Bolívia.

Entre Bolívar e Junior Barranquilla, apesar da vasta experiência em competições internacionais dos colombianos, além da camisa pesada, o melhor adversário para o Vovô seria o Junior Barranquilla, por se livrar da altitude de La Paz, ao enfrentar o Bolívar, além do desgaste que a equipe dos Tiburones enfrentam pelos 22 jogos já disputados em 2021.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte