Análise: Ceará supera seus erros e avança na Copa do Brasil com emoção e dinheiro no bolso

Partida no Barradão teve de tudo: três expulsões, três pênaltis marcados, gol não validado, gol contra, mas no fim, Vovô virou uma disputa que começou desastrosa e avançou para a 4ª fase da Copa do Brasil

sobral
Legenda: Fernando Sobral vive grande temporada pelo Ceará
Foto: FOTO: WALMIR CIRNE/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Não faltou emoção na classificação alvinegra para a 4ª fase da Copa do Brasil. O Vozão venceu ontem o Vitória, por 4 a 3, no Barradão, avançando para a 4ª Fase, e garantindo mais R$ 2 milhões de premiação, chegando a mais de R$ 5 milhões arrecadados somente na competição. O Alvinegro, que já havia vencido no jogo de ida, por 1 a 0, na Arena Castelão, há mais de cinco meses, voltou a vencer, agora em Salvador, para avançar.

Mas para quem vê o placar dos dois jogos, com duas vitórias alvinegras parece que a classificação foi sem sustos. Muito pelo contrário: não faltaram momentos complicados para o Alvinegro ao longo dos 90 minutos no Barradão. Com o Ceará entrando desconcentrado em campo, o Vitória jogou com linhas adiantadas, marcou em cima e em 15 minutos fez dois gols, placar que já eliminaria o Vovô.

E os dois gols vieram de falhas individuais, retrato da desorganização inicial: primeiro, Luiz Otávio afastou mal e Léo Ceará fez um belo gol. Segundo, Prass saiu para o abafa e cometeu pênalti, convertido por Carleto. 

Ouça podcast CearáCast sobre a partida

O cenário era desastroso e o jogo tenso, com Charles e Léo Ceará expulsos aos 30 minutos. No lance seguinte, o Vovô foi claramente prejudicado. Após escanteio, Leandro Carvalho finalizou, e Carleto tirou a bola de dentro do gol, mas a bola já havia cruzado a linha. Contudo, o gol não foi validado. Vale lembrar que nas fases iniciais da Copa do Brasil não há árbitro de vídeo (VAR).

Veja mais matérias, entrevistas e análises do vitória alvinegra

Mesmo desorganizado, o Ceará teve a chance de diminuir aos 36, quando Vico cometeu pênalti e também foi expulso por reclamação. Mas Rafael Sóbis parou no goleiro, aumentando a tensão alvinegra. Já com um jogador a mais, o Ceará teve a favor um novo pênalti e convertido por Vinícius, voltando para o jogo. Como se não bastasse o 1º tempo frenético com três pênaltis, três gols e três expulsos, na saída para o intervalo, o presidente do Vitória, Paulo Carneiro, xingou o meia Vinícius, ameaçando agredi-lo.

Legenda: Vina teve grande desempenho, principalmente no segundo tempo
Foto: Foto: Pietro Capri/EC Vitória

Veja a análise do comentarista Wilton Bezerra

Virada
Para a etapa final, o Ceará tinha 45 minutos para empatar e com um jogador a mais. E logo aos dois minutos, o Vovô chegou ao resultado que o classificaria, com gol contra de Tiago Carleto: 2 a 2.
Com o Vitória todo à frente, o Ceará virou o jogo aos 15 minutos em boa jogada coletiva com Fernando Sobral: 3 a 2.

Foi quando o Alvinegro relaxou com a vantagem e permitiu que o Vitória o pressionasse, acertando dois chutes no travessão e conseguindo o empate, em outra falha de Prass, que espalmou chute defensável de Jonathan Bocão, com Caicedo marcando no rebote.

O placa era perigoso pela atuação irregular do Ceará, já que mais um gol do Vitória levaria a decisão para os pênaltis. O time baiano ainda assustaria em chute de Rafael Carioca no travessão, mas no fim, em bela jogada de Lima, o meia fez o 4º gol e sacramentou a classificação alvinegra.

Ficha Técnica

Copa do Brasil - 3ª fase - Volta
Barradão, em Salvador (BA)
26 de agosto

Vitória 3

Ronaldo, Jonathan Bocão, Gabriel Furtado, Maurício Ramos (Júnior Viçosa), Thiago Carleto (Mateusinho), Guilherme Rend (Caicedo), Fernando Neto (Felipe Garcia), Marcelinho (Jean), Rafael Carioca, Vico e Léo Ceará. Técnico: 
Bruno Pivetti

Ceará 4

Fernando Prass, Samuel Xavier, Gabriel Lacerda (Tiago Pagnussat), Luiz Otávio, Bruno Pacheco, William Oliveira
(Fabinho), Charles, Fernando Sobral, Vinícius (Lima), Leandro Carvalho (M. Gonçalves), Rafael Sobis (Bergson).  Técnico: Guto Ferreira 

Árbitro: Paulo Roberto Alves (PR). Gols: Vinícius, Thiago Carleto (contra), Fernando Sobral e Lima (Ceará). Thiago Carleto, Léo Ceará e Caicedo (Vitória). Cartões Amarelos: Maurício Ramos e Thiago Carleto (Vitória) e Fernando Prass, Gabriel Lacerda e Mateus Gonçalves (Ceará). Cartões Vermelhos: Vico e Léo Ceará (Vitória) e Charles (Ceará)

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte