Exército da China pode intervir se protestos piorarem, diz chefe de Hong Kong

Carrie Lam disse que a constituição de Hong Kong prevê intervenção chinesa, mas não detalhou sob quais circunstâncias a ação poderia ocorrer