Biden consegue mais 84 votos em Winsconsin, após recontagem de US$ 3 milhões bancada por Trump

O estado de Arizona também confirmou a vitória do candidato democrata

Joe Biden
Legenda: Por fim, a diferença entre os candidatos ficou em aproximadamente 20 mil votos em Wisconsin
Foto: Chandan Khanna / AFP

A Comissão Eleitoral do Wisconsin certificou nesta segunda-feira (30) a vitória do presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, no estado, após o término da recontagem nos dois condados mais populosos, Milwaukee e Dane.

A segunda apuração foi bancada pela campanha do presidente Donald Trump, que pagou US$ 3 milhões para o procedimento. No fim, a liderança de Biden aumentou 84 votos, em uma vantagem de cerca de 20 mil.

A campanha de Trump e apoiadores disseram que estão considerando novas ações legais. Trump tuitou no fim de semana que mais processos viriam após a recontagem de Wisconsin. Os juízes até agora rejeitaram seus pleitos.

Arizona

O estado de Arizona também certificou a vitória do democrata Joe Biden. “Hoje assinamos a certificação das eleições de 2020 no Arizona”, tuitou Doug Ducey, o governador republicano daquele estado, vencido por um democrata pela primeira vez em quase 25 anos. Com informações da AFP.

Biden obteve uma vitória estreita por uma margem de 10.457 votos, em um estado em que votaram quase 3,5 milhões de eleitores no total.

A secretária de estado democrata do Arizona, Katie Hobbs, responsável pelas operações eleitorais, disse que a eleição foi "conduzida com transparência, precisão e justiça, apesar de várias alegações infundadas em sentido contrário".

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo