Suspeito de matar pai e filho em Beberibe tem prisão preventiva decretada pela Justiça

Outros sete suspeitos de envolvimento com o duplo homicídio também foram presos em flagrante

Operação policial montada após duplo homicídio apreendeu armas de fogo, dinheiro e drogas, em Beberibe
Legenda: Operação policial montada após duplo homicídio apreendeu armas de fogo, dinheiro e drogas, em Beberibe
Foto: Divulgação/SSPDS

A Justiça Estadual converteu a prisão em flagrante de Eduardo Soares dos Santos em prisão preventiva. Ele é suspeito de matar pai e filho, Antônio Alves de Lima, de 63 anos, e Mateus Alves da Silva, 25, na Praia do Canto Verde, em Beberibe. Outros sete suspeitos de envolvimento com o duplo homicídio também foram presos em flagrante.

O Plantão do 9º Núcleo Regional do Poder Judiciário do Ceará decretou a prisão preventiva, no último domingo (9). O juiz considerou que "a liberdade do flagranteado coloca em risco a ordem pública" e destaca que ele "possui envolvimento anterior nos crimes da lei de organizações criminosas e no crime de roubo, conforme certidão de antecedentes juntada aos autos".

O Ministério Público do Ceará (MPCE) se posicionou a favor da prisão preventiva, ao alegar que Eduardo revelou à Polícia que integra uma facção criminosa carioca e que o mesmo confessou a autoria dos crimes em um vídeo que circula pelo aplicativo de mensagens WhatsApp. O MPCE acredita que o duplo homicídio foi motivado pela guerra por território para o tráfico de drogas, entre uma facção carioca e uma cearense. 

A prisão foi realizada poucas horas após os homicídios, no Município de Fortim. Ao prestar depoimento, Eduardo dos Santos negou os assassinatos e disse que estava em Fortim. Mas também revelou que um primo dele já foi executado em uma possível emboscada montada por Antônio e Mateus. O suspeito ainda afirmou que pai e filho mortos eram viciados em drogas.

A defesa de Eduardo sustentou, à Justiça, que o meio pelo qual se obteve o áudio em que o cliente assumiria o crime é ilegal, já que o aparelho celular apreendido foi encontrado em uma lixeira. E, assim, não há provas suficientes para manter a prisão.

Outros suspeitos presos

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) divulgou a prisão de mais sete suspeitos de participação nos assassinatos de pai e filho em Beberibe, na última terça-feira (11).

Esse grupo atuou em vários crimes em Beberibe. Além do duplo homicídio, eles ainda participaram de outras mortes e de roubos na cidade. Essas prisões certamente vão nos ajudar a chegar a outras pessoas envolvidas com grupos criminosos que disputam território na região.
Ana Paula Scotti
Titular da Delegacia Municipal de Beberibe

Dayane Oliveira dos Santos, com antecedentes por crime contra a incolumidade pública, foi encontrada em um imóvel no bairro Sítio Onofre. Com ela, os policiais apreenderam dois rádios comunicadores, mais de 40 munições para armas de fogo, um aparelho celular, uma balança de prisão e outros materiais utilizados para o tráfico de drogas na região.

Na sequência da operação, policiais civis e militares prenderam mais quatro suspeitos, em uma casa de shows no bairro Lagoinha: Luiz Wesme Santos da Silva, com antecedentes por tráfico de drogas, comércio ilegal de arma de fogo e porte ilegal de arma de fogo; Jeremias da Mota Souza, Uri Carlos Anjos de Souza e Evangela Ferreira de Assis, os três sem antecedentes criminais

Com o grupo, foram apreendidos uma pistola calibre 12, uma pistola calibre 38 com numeração raspada, uma quantidade de maconha e dinheiro. Em depoimento, a mulher ainda admitiu ter cometido crime de exploração sexual no estabelecimento. Informação que é investigada pela Polícia Civil.

Murilo Victor de Almeida Nascimento, com passagem pela Polícia por ameaça, foi detido no bairro Planalto, após ver a aproximação da polícia, pular um muro e tentar fugir. Com ele, foram apreendidos duas balanças de precisão, seis munições, dinheiro e drogas enterrados no quintal, um celular, um relógio e duas televisões.

Por fim, José Leandro da Silva, com antecedentes por crime de roubo, foi preso em uma residência no bairro Choró Beberibe, após também demonstrar resistência. No imóvel, a Polícia apreendeu uma pistola calibre 9 milímetros escondida embaixo de um colchão, dinheiro e pequenas quantidades de cocaína e maconha.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança