PMs são presos em Fortaleza suspeitos de constrangimento ilegal e lesão corporal contra mulheres

Os policiais foram atender uma ocorrência na casa das mulheres e, segundo elas, os militares fizeram uso desproporcional da força

prisao pms
Legenda: Os policiais foram levados ao Presídio Militar, localizado no 5º Batalhão, Centro de Fortaleza
Foto: Natinho Rodrigues

Uma equipe da Polícia Militar do Ceará (PMCE) foi detida sob suspeita de agredir duas mulheres em Fortaleza. As prisões teriam acontecido na última quarta-feira (22), mas só foram confirmadas à reportagem no sábado (24). O caso aconteceu após os agentes atenderem a uma ocorrência no bairro Jardim Iracema.

Conforme a PMCE, os militares foram conduzidos ao Presídio Militar, localizado no 5º Batalhão, Centro da Capital, após serem autuados por abuso de autoridade, constrangimento ilegal e lesão corporal leve. Advogados acompanharam os agentes.

"A PMCE reforça que não compactua com condutas que desviem do padrão legal adotado pela Corporação"
Polícia Militar do Ceará

Por nota, a Polícia explicou que a equipe da 1ª Companhia do 20º Batalhão Policial Militar foi acionada por meio da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) para ocorrência de briga familiar em uma residência. As primeiras informações apontavam que uma mulher de 38 anos é quem teria acionado as autoridades após sua sobrinha ter usado spray de pimenta contra ela durante a discussão.

"A equipe policial foi até o local e foram recebidos pela suposta vítima. De acordo com relato dos agentes, a suspeita se recusou a se apresentar para condução à delegacia, e os policiais militares deram voz de prisão contra ela por desobediência, tendo a mulher resistido à condução e avançado contra a composição, segundo os policiais", de acordo com a PM.

A ocorrência foi apresentada no 34º Distrito Policial, onde foi feito um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) contra a suspeita. As mulheres relataram na delegacia que os militares fizeram uso desproporcional da força no atendimento da ocorrência, "o que motivou a condução dos referidos PMs à Coordenadoria de Polícia Jurídica Militar (CPJM/PMCE)".

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança

Assuntos Relacionados