Mulheres são chicoteadas por membros de facção criminosa no bairro Passaré, em Fortaleza

A dupla foi acusada de roubos na comunidade da Rosalina

Escrito por Redação,

Segurança
mulheres chicoteadas por facção. foto foi borrada para preservar a identidade das vítimas de agressão
Legenda: Em vídeo, uma das mulheres pede para as agressões cessarem e promete que não vai mais roubar
Foto: Reprodução

O caso de duas mulheres chicoteadas por membros de facção criminosa no bairro Passaré, em Fortaleza, é investigado pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE). A agressão foi gravada pelos suspeitos e divulgada nas redes sociais. O 16º Distrito Policial (DP) apura. 

A causa das agressões teria sido porque a dupla praticou roubos na comunidade da Rosalina. Nas imagens, uma delas, que está gritando e chorando, chega a dizer que "não fará mais". 

Conforme nota da PC-CE, é investigada uma denúncia de lesão corporal dolosa. "A PC-CE reforça a importância do fato ser comunicado por meio de Boletim de Ocorrência (BO) em qualquer unidade policial ou no 16º DP, delegacia que apura crimes na região. Imagens auxiliam os trabalhos policiais", diz nota. 

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. O sigilo e o anonimato são garantidos. As denúncias podem ser feitas ainda para (85) 3101-2952 do 16º DP. O sigilo e o anonimato são garantidos.